Volta às aulas: Programa de guarida ajuda crianças e adolescentes

0
48
Links Patrocinados

Murado de 350 milénio alunos de escolas públicas dos ensinos infantil e fundamental I já foram impactados pelo programa de ensino socioemocional estruturado e sequencial, denominado Compasso.

Em Boa Vista, capital de Roraima, o programa está inserido em 100% das escolas públicas do município, impactando 43 milénio estudantes na cidade.

Você Pode Gostar Também:

A metodologia é baseada no programa socioemocional da ONG Committee for Children, presente em 70 países.

No Brasil, a implementação é feita pelo Instituto Vila Ensino (IVE) e pela Liceu Soul, que promovem projetos para o desenvolvimento humano em diversos contextos sociais.

Leia mais – Ensino foi setor que mais cresceu em interações nas redes sociais na pandemia

Protecção para o retorno presencial

Segundo Fernando Gabas, diretor do IVE e da Academiia Soul, no momento de retorno às aulas presenciais, os alunos serão recebidos com atividades que promovam um tino de comunidade.

“As aulas visam a reconstrução dos laços com a comunidade escolar – alunos entre si e alunos com professores. Isso vai ajudar os estudantes a se sentirem confortáveis e confiantes na escola, para que estejam prontos para aprender”, explica.

Em seguida o período de guarida, o teor socioemocional segue a grade normal, com o ensino estruturado e sequencial de habilidades porquê o controle dos impulsos, a identificação dos sentimentos e das emoções, a construção de relações saudáveis e a tomada de decisões responsáveis.

Segundo Gabas, nas escolas atendidas pelo Programa, durante o período de ensino on-line os alunos puderam continuar com o ensino socioemocional.

O teor foi apropriado para aulas gravadas, ao vivo ou individuais. Ou por outra, há orientações frequentes para os pais para ajudar a família no séquito das atividades em mansão.

Conheça mais sobre o programa clicando cá.

E portanto, gostou da notícia?

Não deixe de ler também – SP: Governo dará bolsa de R$500 para 20 milénio parentes de estudantes que trabalharem nas escolas

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui