Veja quem terá prioridades para governo remunerar novas parcelas – Portal Mix Vale

0
25

Auxílio emergencial: Veja quem terá prioridades para governo remunerar novas parcelas Auxílio emergencial do Rio: famílias com filhos de até 15 anos e renda igual ou subalterno a R$ 178 terão prioridade.

Enquanto o Congresso Vernáculo e o governo federalista ainda definem as novas regras do auxílio emergencial, o governo do estado do Rio sancionou o projeto de lei que cria o Supera Rio, com pagamento do favor de até R$ 300 para pessoas em condições de vulnerabilidade. De tratado com o governador em tirocínio, Cláudio Castro, o dia escolhido para a primeira parcela é 1º de abril. Os pagamentos serão feitos até dezembro.

Para recebimento do favor, famílias devem ter renda mensal igual ou subalterno a R$ 178 por pessoa e estejam inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico). Famílias com crianças de 0 a 15 anos terão prioridade.

Outrossim, trabalhadores que perderam vínculo formal durante a pandemia terão prioridade, assim porquê profissionais autônomos, trabalhadores da economia popular solidária, agricultores familiares, microempreendedores individuais e produtores culturais. O favor mínimo será de R$ 200 e as famílias poderão receber R$ 50 extras por rebento (até dois filhos).

— A nossa teoria inicial é a partir de 1º de abril encetar. Temos de fazer um padrão de que não haja aglomeração das pessoas, que a gente possa ter uma forma de inspeccionar esses gastos. Essa nossa ação vai tirar muita gente da risco da pobreza. Matar a lazeira de muitos. A teoria é usarmos recursos do Fundo de Combate à Pobreza e de outros fundos — disse Castro, no Fórum de Prefeitos da Baixada Fluminense, ao lado do presidente da Tertúlia Legislativa, André Ceciliano (PT), responsável da lei.

Uma das preocupações do governo é que o Regime de Recuperação Fiscal (RRF) não seja ferido. Por isso, foi criada plataforma ou aplicativo onde todos os gastos sejam colocados em público e explicados em tempo real.

Além do pagamento do auxílio, o projeto prevê ainda a geração de risco de crédito de R$ 50 milénio para micro e pequenos empresários, microempreendedores, cooperativas e diferentes categorias de profissionais autônomos. Uma percentagem, segundo o governo, vai definir porquê será feito cadastramento das linhas a serem oferecidas. Manancial: Extra






DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui