UBS 3 do Itapoã abre novidade sala para ampliar a vacinação – Filial Brasília

0
13
Espaço terá equipamentos novos | Foto: Geovana Albuquerque/Secretária de Saúde

Os moradores do Itapoã ganharam uma novidade sala de vacina. Ela irá funcionar na Unidade Básica de Saúde (UBS) 3. O serviço está disponível aos usuários de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A UBS, que cobre uma espaço com 12 milénio habitantes, está localizada ao lado da Governo Regional. Com o novo serviço, os pacientes da unidade não precisam mais se transladar até a UBS 1, que até logo era a sala de vacina mais próxima.

“O Itapoã era uma das regiões que tinha a menor taxa de cobertura vacinal. E relatar com mais esse serviço vai ajudar a melhorarmos essa cobertura cá dentro da região”Raquel Beviláqua, superintendente da Região Leste

A UBS 3 possui quatro equipes de Saúde da Família com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde, entre outros. A gerente da unidade, Fernanda Santana, comemora a ampliação da epístola de serviços da UBS. “É tudo novo. A gente tinha só o espaço, e nos organizamos para terebrar com computador, com câmera fria específica para a sala de vacina, refrigerador, caixa térmica. E até com trouxa horária de profissional da enfermagem lotada cá na sala”, explica.

Com a brecha da novo espaço para vacinação no Itapoã, será provável ampliar a cobertura vacinal na Região de Saúde Leste atingindo um público maior. Segundo a superintendente da Região Leste, Raquel Beviláqua, “a brecha de mais uma sala possibilita ao usuário do Itapoã receber a vacina conforme o calendário de vacinação próximo de lar”. A gestora ressalta que o novo serviço “o Itapoã era uma das regiões que tinha a menor taxa de cobertura vacinal. E relatar com mais esse serviço vai ajudar a melhorarmos essa cobertura cá dentro da região”.

Desafios contra superlotação

“Com a novidade sala de vacina, os usuários que são referência para as equipes da UBS 3 não precisam mais ir na UBS 1 e, assim, evitamos uma provável superlotação”Wallace dos Santos, diretor da Atenção Primária da Região Leste

Um dos grandes desafios para a gestão da Região de Saúde Leste é melhorar a assistência na cidade que teve um “boom” populacional nos últimos anos. Dessa forma, a Superintendência Leste considera que a disponibilização de serviços de convénio com a demanda e a descentralização dos atendimentos evita, por exemplo, que uma unidade fique superlotada. Esse entendimento leva em conta que, quando um usuário tem à disposição toda epístola de serviços da Atenção Primária na unidade onde é observado pela equipe de saúde da família. Aí ele não precisa se transladar até outra unidade.

“Com a novidade sala de vacina, os usuários que são referência para as equipes da UBS 3 não precisam mais ir na UBS 1 e, assim, evitamos uma provável superlotação”, reitera o diretor da Atenção Primária da Região Leste, Wallace dos Santos que aponta os benefícios da descentralização. “As equipes ficam mais próximas dos usuários e conseguem, no último atendimento, verificar o cartão vacinal e indicar uma vacina que esteja em falta.

As salas de vacina da Atenção Primária são abertas para todo o público independentemente de onde residem. Porém, são referência para essa população atendida pelas equipes dessa gerência UBS 2 e 3, e o ponto de esteio na igreja, da Equipe Rubi, que atende condomínios e áreas rurais da cidade.
O Itapoã conta com três UBSs e 15 Equipes de Saúde da Família. Entre 50 e 60 milénio pessoas são acompanhadas por esses profissionais aproximadamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui