Trocafone protocola pedido de estreia em bolsa na CVM | Empresas

0
28
Links Patrocinados

A Trocafone, empresa de compra e venda de aparelhos celulares seminovos, protocolou pedido de Oferta Pública Inicial de Ações (IPO, na {sigla} em inglês) na Percentagem de Valores Mobiliários (CVM). O pedido engloba uma oferta primária, quando os recurso vão para o caixa da companhia, e secundária, quando o quantia fica com os acionistas vendedores.

O Itaú BBA será o coordenador líder, enquanto o BTG Pactual, o Goldman Sachs do Brasil e o UBS Brasil Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários serão os demais coordenadores da oferta.

Fundada em 2014, a Trocafone possui um padrão de negócios voltado para aparelhos eletrônicos seminovos, atuando através de tecnologia proprietária e uso de perceptibilidade sintético na originação de aparelhos seminovos, recondicionamento com práticas homologadas globalmente e revenda para o consumidor final majoritariamente por canais proprietários, já tendo vendido mais de 1,4 milhão de aparelhos eletrônicos seminovos.

Cursos Relacionados

Por meio de parcerias com varejistas, empresas de telecomunicações e Original Equipment Manufacturers (OEMs) e pelo meato C2B (direct to consumers), companhia oferece soluções para que clientes possam usar seus aparelhos antigos porquê segmento do pagamento para a obtenção de um aparelho novo, além de outras alternativas, porquê a compra direto de nossos clientes que não desejam a troca e sim somente vender seu dispositivo e opções ligadas a parceiros específicos, porquê possibilidade de cashback.

A empresa adquire, logo, esses aparelhos seminovos e realiza um processo completo de recondicionamento com múltiplos pontos de inspeção. Por término, revende os aparelhos através de canais próprios, além de sites de e-commerce parceiros porquê B2W, Mercado Livre, Amazon entre outros.

No ano pretérito, a Trocafone teve receita líquida de R$ 199 milhões.

A companhia pretende utilizar 30% do valor levantado no IPO para atividades de fusão e obtenção, enquanto 23% serão aplicados em marketing, 28% no reforço do capital de giro, 11% em novos investimentos e 8% na expansão na América Latina.

Teor publicado no Valor PRO, serviço de tempo real do Valor

Aplicativos — Foto: Pexels/Pixabay

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui