Setor de tecnologia deve gerar 400 milénio vagas no estado de SP até 2024, estima associação | São Paulo

0
20

Entre 2019 e 2024, a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Notícia (Brasscom), estima que serão necessários, pelo menos, 420 milénio profissionais para suprir a demanda interna do mercado.

“Ainda não iniciamos a revolução da internet das coisas, das cidades inteligentes, do 5g, etc. Esses temas são todas tecnologias que já estão começando a fazer efeito. Fizemos uma projeção de demanda de profissionais. Na ocasião estimamos em 420 milénio”, afirma Sérgio Paulo Gallindo, presidente da Brasscom.

“Provavelmente vamos errar bastante com a nossa perspectiva. Precisaremos de mais gente qualificada para trabalhar com tecnologia. Em uma média simples, temos uma demanda de 70 milénio profissionais por ano, e o Brasil só forma no ensino superior para tecnologia, 46 milénio profissionais.”

A falta desses profissionais motivou empresas de tecnologia a criarem segmentos, dentro dos Recursos Humanos, para reter talentos. É o que explica Luiza Gomide, chief people officer do PicPay: “Cheguei na empresa há 5 meses e vim com o repto de gerar uma extensão que não fosse a extensão de pessoas ‘tradicional’. A estratégia que usamos foi unir o profissional de Rh com o profissional de tecnologia e junto eles cocriarem a jornada desse colaborador dentro da empresa”.

“É um mercado muito competitivo e a disputa por esses talentos e pelo profissional de tecnologia é grande. Logo, pensando nisso investimos, criando essa extensão focada. Esse comitiva possibilita uma atração e retenção de talentos”, explica Gomide.

Quem tem interesse pela extensão, pode procurar alguns cursos gratuitos oferecidos tanto pelo Instituto Proa quanto pelos Centros de Escora ao Trabalho e Empreendedorismo (Cate).

O primeiro deles já está com turmas abertas para 2022, onde o aluno, durante seis meses, aprende a programar e se tornar um desenvolvedor full stack. O Curso é gratuito e com material, uniforme e notebook inclusos. As inscrições podem ser feitas pelo site.

Já os Cate’s possuem diversos cursos na extensão de programação, porquê SQL, lógica de programação e introdução à geração de site. Não há limitação de vagas e a grade completa de cursos está disponível no site.

Vídeos: Veja reportagens da série “Trampo” sobre trabalho e ocupação em São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui