Seguro Celular – Como funciona?

0
451
seguro celular

Imagine que você trabalha o mês inteiro e compra seu smartphone novinho em folha e por um pequeno descuido ele acaba caindo e quebra? Ou então cai na água? Ou pior, você é roubado? Péssimo, né?! Mas agora existe o seguro celular que ajuda a te proteger disso.

Mas é claro, que alguns cuidados devem ser tomados antes de assinar um contrato com essa proteção extra.

Seguro Celular: Como funciona realmente?

Infelizmente diferente de outros tipos de seguros, o seguro celular não é permanente devido ao fato de dispositivos eletrônicos desse tipo se tornarem obsoletos rapidamente e assim terem o valor depreciado.

Devido a isso, as seguradoras não aceitam mais dispositivos que possuam mais de 01 ano de uso e a sua cobertura pode durar de 01 até 02 anos dependendo do modelo obviamente e do fabricante.

Quando o seguro celular é acionado (sinistro) e claro as condições do contrato forem atendidas principalmente porque alguns seguros solicitam um período de carência a fim de evitar fraudes.

Estando tudo certo, o usuário irá receber um valor pelo aparelho conforme declarado em NF que deve ser apresentada de forma obrigatória. Normalmente este valor condiz em até 75% do valor pago, devido a alguma depreciação no mesmo.

Como são as proteções para seguro celular?

No geral, o usuário pode receber contratualmente proteção contra os seguintes danos:

Dano físico

Referente a danos externos sofridos pelo aparelho, como quedas, danos causados devido a tentativas de furto ou roubo, queda de raios, acidentes, etc.

Danos Elétricos

Referente a descargas elétricas, oscilações de energia, curtos-circuitos que podem ocorrer quando o mesmo estiver ligado na tomada.

Danos por líquidos

Líquidos no telefone celular, quedas em águas acidentais ou por imersão (mergulhando o aparelho em recipientes com água).

Roubo

Em casos que o aparelho é solicitado sob ameaça é necessário apresentar um Boletim de Ocorrência (BO), para confirmar a situação.

Furto Qualificado

Casos em que o aparelho é subtraído sem a percepção do usuário, e também é necessário apresentação de BO.

Como são tratados os casos de roubo e furto pelo seguro?

É importante lembrar que a seguradora não consegue cobrir todos os casos de roubo ou furto pelo seu seguro celular, já que em sua maioria no contrato são excluídos furtos simples como quando o usuário percebe que foi roubado em ônibus sem ameaça, por exemplo.

Outras seguradoras também acabam excluindo furto qualificado, quando por exemplo o celular é deixado dentro de um veículo e o mesmo é roubado. Já que é possível alegarem que o usuário nestes casos, não tomaram todo o cuidado necessário e acabam recusando a indenização.

Por isso é importante o segurado se informar diretamente com o Procon e ler atentamente todo o contrato de seguro celular, antes de assinar um.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui