RJ: Servidores fazem protesto em frente à Secretaria Estadual de Instrução

0
70

Acontece nesta quarta-feira (27) um protesto mobilizado pelos Servidores do Departamento Universal de Ações Socioeducativas (Degase). Eles marcam presença em frente à Secretaria Estadual de Instrução, no Santo Cristo, na Zona Portuária do Rio de Janeiro.

Na taxa, os profissionais reivindicam melhorias nas condições trabalhistas, porquê por exemplo o aumento do auxílio-alimentação, termo do desconto dos Regimes Adicionais de Serviço (RAS), assim porquê a extinção da licença-prêmio.

De consonância com o Sind-Degase, em material do G1, houve uma reunião com o secretário de Governo André Lazaroni, entretanto, as demandas não foram atendidas. A saber, esse não é o primeiro protesto realizado pela classe. O primeiro aconteceu no mês de dezembro de 2020.

Prioridade para professores na cidade do Rio

A Secretaria Municipal de Instrução afirmou que os professores da rede terão prioridade na vacinação, a partir de fevereiro. Eles devem receber a vacina logo que os idosos e as pessoas com comorbidades receberem.

Esse pregão ocorreu em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (27), no Palácio da Cidade.

“Isso estará condicionado às vacinas que chegarem”, pontuou o secretário de Saúde, Daniel Soranz. Além de professores, outros profissionais de instrução também serão imunizados, porquê merendeiras e inspetores.

Os profissionais de instrução que forem idosos ou tiverem comorbidades não precisarão esperar a lanço dos professores, já que os seus respectivos grupos serão imunizados antes.

“É importante entender que professores do grupo de risco serão vacinados com o resto da população da filete etária”, reforçou Alberto Chebabo, do Comitê Científico da Prefeitura.

Instrução remota retorna em breve

A Secretaria Municipal de Instrução confirmou a volta às aulas da rede no dia 8 de fevereiro. Nesta lanço, as aulas retornam exclusivamente de forma remota e sem aulas em tempo real.

Os professores só devem ministrar aulas aos alunos duas semanas depois. O secretário Renan Ferreirinha detalhou, em coletiva na manhã desta quarta-feira, no Palácio da Cidade, porquê funcionará o ensino remoto.

A partir do dia 8 de fevereiro, os alunos da rede municipal terão aproximação às tarefas e materiais didáticos a partir do aplicativo RioEduca. A MultiRio, via da prefeitura que disponibiliza conteúdos na televisão ensejo, também faz segmento do programa.

Já as aulas presenciais devem voltar no próximo dia 24 de fevereiro.

Não deixe de ler também – RJ: Niterói classifica instrução porquê serviço forçoso

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui