Posteriormente deixar a prisão, Belo joga culpa em produtora por show na pandemia · Notícias da TV

0
73

Belo se pronunciou nesta quinta-feira (18) horas posteriormente deixar a Cárcere Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona setentrião do Rio de Janeiro. O cantor, que foi suspenso pela realização de um show ilícito com aglomeração no Multíplice da Maré, no Rio de Janeiro, jogou a culpa do evento furtivo durante a pandemia de Covid-19 na produtora e se eximiu de culpa.

“A responsabilidade sobre os protocolos sanitários de eventos em que eu me apresento, assim uma vez que todos os artistas, é exclusiva dos contratantes. É o mesmo caso da escolha do sítio em que as apresentações ocorrem. Garanto a segurança do meu staff e me preocupo com a proteção do público, mas quem responde por ela, nesse caso, era a produtora que me chamou para trovar”, argumentou o músico, em texto publicado no Instagram.

O pagodeiro se refere a Célio Caetano e Henriques Marques, sócios da produtora que o contratou para trovar no espetáculo sem a autorização das autoridades no último sábado (13). Os três e o traficante Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, respondem por infração de medida sanitária, delito de epidemia, invasão de prédio público e associação criminosa.

“Esse invitação foi oficializado contratualmente, comprovado por notas fiscais, com tudo feito dentro da lei. Isso ficará comprovado na Justiça”, ressaltou o artista, que também salientou que sua trajetória “apesar dos pesares, me permite assumir erros quando necessário e me tutorar quando me culpam por erros que não cometi”.

Na mensagem, endereçada aos fãs, amigos e familiares, ele agradeceu o base durante o período em que ficou recluso mormente da mulher, Gracyanne Barbosa, “uma fortaleza”, uma vez que definiu, e reforçou ser puro.

“Nesse contexto, agradeço minha mulher por estar comigo ontem. Uma fortaleza. E aos membros da nossa família e de toda a classe artística, muito uma vez que os meus fãs, que se mobilizaram para perguntar o óbvio: ‘Por que só o Belo?’. Nós também não entendemos”, questionou.

Belo foi solto na manhã desta quinta (18) depois que o desembargador Milton Fernandes de Souza mandou expedir um alvará de soltura por entender que o trajo de o pagodeiro responder em liberdade não terá influência no caso. Ele permaneceu recluso por menos de 24 horas.

“No mais, continuo à disposição da Justiça, agora em liberdade, e tenho fé que vamos superar juntos esse momento ruim. Em breve, estaremos todos de volta ao trabalho e vamos nos encontrar novamente nos palcos”, encerrou o músico.

Veja a publicação:

Política de comentários

Leste espaço visa ampliar o debate sobre o matéria abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de reles gíria, incitam a violência, exprimam oração de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui