Portaria concede prêmio próprio para servidores da Segov da Prefeitura de Goiânia

0
25

A licença de benefícios em tempos de pandemia causou reação entre vereadores. Secretaria de Governo diz que prêmio é utensílio de motivação dos servidores e não é inédito desta gestão além de abraçar outras Pastas da prefeitura

Andrey Azeredo, secretário de Governo da Prefeitura de Goiânia

Uma portaria publicada no Quotidiano Solene Municipal (DOM), na última segunda-feira, 8, concede licença de prêmio Peculiar por Produção Extra, aos servidores que compõem a pasta da Secretaria de Governo.

Segundo a portaria, para que seja premiado será estimado o desempenho individual em relação as atividades estabelecidas. Entre os critérios, estão: assiduidade; interesse, presteza e colaboração; quantidade, qualidade e cumprimento dos trabalhos realizados; além da responsabilidade e eficiência na realização das atividades; Ainda é citado a observância de normas legais, regulamentares e procedimentais, e o cumprimento de ordens no desempenho de suas atribuições e daquelas determinadas.

De tratado com a publicação, a avaliação  de desempenho deverá ser realizada pela chefia imediata. A licença do prêmio terá um teto para cada servidor de tratado com as atividades desenvolvidas e proporção de responsabilidade. Para cada servidor com média de 5,0 a 6,0 pontos, fica estabelecido 60%. Para aqueles com média de 6,01 a 8,00 pontos, muro de 80% e para a média supra de 8,00 o correspondente a 100%.

Momento oportuno?

A licença de benefícios em tempos de pandemia causou reação entre vereadores. Sabrina Garcez (PSD) criticou a medida no momento em que o município vive um colapso no sistema de saúde e em que vários trabalhadores estão impedidos de exercerem suas atividades.

Sabrina também questionou a ação isolada da secretaria. Segundo ela, a medida segue a reforma administrativa, mas caso seja implementado agora é justo que se estenda a todos os servidores do município. “É contra-senso a Secretaria de Governo se preocupar com gratificação só para os seus servidores, e no momento em que vemos milhares de famílias, empresários e comerciantes sofrerem com as atividades econômicas fechadas e com o pior estágio de contaminação. Isso é egoísmo e falta de siso público”, observa

O que diz a Segov

Ao Jornal Opção, a Secretaria de Governo disse que o “Prêmio Peculiar por Produção Extra” outorgado aos servidores da Prefeitura de Goiânia não é alguma coisa restrito da Segov, mas que abarca também outras Pastas sendo que cada uma delas é responsável por regulamentar o mercê através de portarias específicas.

Aliás, a Segov afirma que o Prêmio não é ação inédita desta gestão. Foi instituído por meio da Lei Complementar de nº 11, de 11 de maio de 1992, em consonância com o Regimento dos Servidores Públicos do Município de Goiânia.

Para receber o prêmio, o servidor é estimado levando-se em consideração critérios uma vez que assiduidade, interesse, colaboração, cumprimento dos trabalhos realizados e eficiência na realização das atividades, entre tantos outros. A secretaria afirma que o mercê se tornou uma “utensílio para motivar os servidores, aumentando seu desempenho funcional e fazendo-os entregar à população de Goiânia ainda mais qualidade nos serviços públicos”.

Por término, a secretaria diz que a meta é continuar a adotar práticas de gestão que visem melhor eficiência, redução de gastos e satisfação para a sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui