Porquê camuflar cabos e fios de aparelhos eletrônicos

0
19

Com o progressão tecnológico nas últimas décadas, os aparelhos eletrônicos têm feito cada vez mais secção do dia a dia dos lares. E com o aumento na quantidade de equipamentos nos cômodos e em nosso uso pessoal, o número de fios também cresce. Isso posto, o acúmulo de cabos pode resultar em poluição visual e outros problemas, tanto para os moradores, quanto para os próprios dispositivos. Diante disso, a organização é fundamental para prometer a espaço dos aparelhos e prevenir acidentes.

“Ninguém gosta de se deparar com um inextricável de fios misturados com a decoração. Fios e cabos muito estruturados contribuem para um envolvente limpo na estética uma vez que um todo, uma vez que também na hora da limpeza, pois deixam de amontoar poeira”, comenta a arquiteta Isabella Nalon. Todavia, existem diversas maneiras para realizar essa ‘camuflagem’, propiciar segurança na mansão e deixar os cômodos mais bonitos e organizados.

Antes de esconder os fios

Existem diversas maneiras para realizar essa ‘camuflagem’, propiciar segurança na mansão e deixar os cômodos mais bonitos e organizados. (crédito: DIVULGAÇÃO / JULIA HERMAN)

Segundo a arquiteta, o primeiro passo é listar o número e onde estarão posicionados os eletrônicos em cada cômodo. Com essas informações em mãos, o profissional pode trabalhar em um projeto específico de elétrica e marcenaria para conectá-los da maneira correta e fazê-los ‘vanescer’.

Nesse momento, o arquiteto também fica responsável pela conciliação dos cabos e fios, uma vez que não separar corretamente pode provocar danos em função da fluente elétrica que escapa caso qualquer fio esteja danificado.

Formas de esconder os fios

Depois de um bom planejamento, é hora de disfarçá-los. Para tanto, Isabella orienta alternativas fáceis, práticas e eficientes. Confira:

Painéis: Na sala de estar, home theater e dormitórios, um dos meios mais empregados se dá com a instalação de um tela. Com estrutura que pode ser de gesso, mas predominantemente executada em madeira ou MDF, essa face abre espaço para que os fios sejam organizados na secção de trás, resultando em um envolvente elegante e sofisticado. Outra vantagem do recurso é que não há restrições para a quantidade de aparelhos, uma vez que os furos abertos concedem espaços para a passagem dos fios a serem conectados nas tomadas. “Para que tudo fique perfeito, sempre recomendo investir em um traste planejado para que ele resolva questões funcionais e estéticas do projeto”, aconselha a profissional.

Marcenaria: Ainda no contexto de uma sala de estar e home theater, a marcenaria planejada costuma figurar uma vez que complementar. No projeto, o traste dispõe de compartimentos para a passagem dos fios, possibilitando ainda o entrada simplificado para manutenção. Mais uma vez, o mapeamento do número de equipamentos com os fios a serem escondidos dá a tônica para o traçado da peça sob medida.

Organização é fundamental para garantir a durabilidade dos aparelhos e prevenir acidentes. - DIVULGAÇÃO / JULIA HERMAN
Organização é fundamental para prometer a espaço dos aparelhos e prevenir acidentes. (crédito: DIVULGAÇÃO / JULIA HERMAN)

Canaletas: Estes pequenos canos ocos são uma das melhores maneiras de embuçar cabos e fios, impedindo que fiquem bagunçados e expostos. Ao pintar as canaletas de mesma cor da parede ou inserindo detrás dos móveis, ficam escondidas e não influenciam no décor envolvente. “Além de alcançável, a canaleta pode ser usada em qualquer cômodo. É um jeito simples e funcional que elimina a realização de uma obra”, analisa a arquiteta.

Rodapé com ingressão para fios: Utilizar o rodapé é uma ótima maneira de ocultar a fiação. Comprados sob medida e específicos para a passagem dos fios, podem ser encontrados em MDF, madeira e poliestireno. A arquiteta adverte que o mercado oferece modelos com diversas aberturas e, por isso, é primordial verificar a medida e contabilizar o número dos fios para que sejam passados com certa folga. “Caso estejam muito apertados, poderão ter a estrutura comprometida e consequentemente acabarão quebrando. Para ampliar o desvelo, a secção interna do rodapé pode receber canaletas ou canos de PVC que cooperam nesse zelo”, sugere.

Dicas extras

Quanto mais equipamentos, maior a possibilidade dos fios se embolarem. Para fugir desse prognóstico, o uso de fitas de velcro ou abraçadeiras de plástico são recursos interessantes, muito uma vez que a identificação desses ‘grupinhos’ com um processo de etiquetagem. “Essa providência simplifica a identificação quando o morador precisar desligar qualquer equipamento ou trocar um aparelho de lugar”, discorre Isabella.

Por término, gerar estações ou pontos de carregamento são excelentes estratégias para concentrar todas as tomadas. “Minha dica é separar uma caixa ou gaveta para conceber essa estação. Além de homiziar fios de celulares e notebooks, entre outros, o espaço fica limpo”, conclui a arquiteta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui