Petrobras nega surtos de covid-19 em plataformas | Empresas

0
7

A Petrobras negou a ocorrência de surtos de contaminação pela covid-19 em suas plataformas, conforme querela feita pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) na semana passada.

Petroleiros do setentrião do estado do Rio de Janeiro, onde fica a Bacia de Campos, anunciaram que entrariam em greve a partir de hoje em protesto contra as medidas adotadas pela companhia para a prevenção da pandemia.

A estatal argumenta que segue um rigoroso protocolo preventivo em suas unidades marítimas e que desembarca os trabalhadores que reportam sintomas a bordo, além de outros funcionários que tenham tido contato com eles. De convenção com a Petrobras, na última semana, exclusivamente 10% dos casos desembarcados tiveram resultado positivo.

“É importante esclarecer que somente os desembarques não caracterizam um surto, já que o desembarque de casos suspeitos e seus contactantes é uma medida preventiva e que, em seguida os testes em terreno, a maioria dos casos suspeitos de contaminação não se confirma”, disse a estatal em nota.

A companhia afirmou que realizar quarentenas e testes RT-PCR em seus funcionários antes do embarque, além de ter reduzido o efetivo presencial. Outras medidas incluem o uso obrigatório de máscaras e reforços na saneamento e distanciamento. A companhia também lembrou que adotou uma graduação privativo para empregados embarcados para reduzir a rotatividade.

A graduação, adota desde o prelúdios de abril, prevê que os empregados façam dois embarques de 21 dias seguidos para períodos de folga de 28 e de 35 dias. A FUP critica a adoção das escalas mais longas.

Os sindicatos também pedem a distribuição de máscaras do tipo PFF-2 aos funcionários. Segundo a Petrobras, a companhia iniciou a distribuição de máscaras do tipo em algumas unidades, mas a adoção foi “planejada com zelo para não originar desequilíbrio na disponibilidade de mercado para instituições e serviços de saúde”.

Oriente teor foi publicado originalmente no Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor.

— Foto: Leo Pinho/Valor

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui