Pesquisador do Piauí mapeia doenças ligadas a pequenos ruminantes, caprinos e ovinos

0
90

Porquê a pandemia de Covid-19 ensinou, muitos animais que convivem com seres humanos podem transmitir doenças. No caso de pequenos ruminantes, caprinos e ovinos, apesar de muitos séculos de contato, ainda não se conhece a prevalência de todas as zoonoses que acometem estas espécies em diversos partes do mundo, sendo que muitas delas podem afetar diretamente a saúde das pessoas.

“Não temos noção dos agentes patológicos que esses animais, que fazem segmento do nosso convívio e da nossa sustento, podem veicular. Os levantamentos dos cenários epidemiológicos de doenças uma vez que a clamidiose, brucelose e toxoplasmose, em diferentes estados da região nordeste do Brasil, estão sendo realizados pela primeira vez por nossa equipe”, destaca o professor Ney Rômulo de Oliveira Paula.

Médico veterinário de formação, rabi e doutor em Ciências Veterinárias (superfície de concentração Reprodução e Sanidade Bicho) e especialização em Perícia Criminal e Ciências Forenses, ele é professor doutor associado do Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária do Meio de Ciências Agrárias da Universidade Federalista do Piauí (UFPI) e lidera um esforço conjunto de pesquisadores e centros de referência para entupir essa vazio.

“No caso dos meus orientandos, trabalhamos com as zoonoses brucelose, clamidiose e leptospirose. No macroprojeto interinstitucional em conjunto com a Embrapa (Meio Pátrio de Pesquisa de Caprinos e Ovinos), lidamos também com as lentiviroses (a AIDS dos pequenos ruminantes) de caprinos e ovinos e outras doenças, uma vez que toxoplasmose e língua azul”, informa o pesquisador.

O primeiro trabalho sobre o levantamento epidemiológico associado a diversos fatores de risco da clamidiose no estado do Ceará, assim uma vez que o primeiro levantamento epidemiológico da doença no Piauí, saíram das equipes lideradas pelo professor – são, respectivamente, as pesquisas já publicadas em periódicos de referência para o tema: Risk Factors Associated with Seroprevalence of Chlamydia abortus in Sheep Farms in Ceará, Brazil, de 2020, e Fatores de risco na transmissão e soroprevalência da infecção de Chlamydophila abortus a ovinos e caprinos, de 2016.

“A valia desses estudos é provar que essas doenças estão presentes e que são verdade em nosso convívio, e que temos que adotar medidas de profilaxia e controle junto às autoridades sanitárias (Federalista, Estadual e Municipal)”, explica. “Não sabemos o quanto estas doenças afetam a saúde da população e dos próprios animais, isso é muito sério e perigoso”.

Demais, diversas são as publicações nacionais e internacionais envolvendo o estudo epidemiológico e estudo de risco, além da validação de técnicas de diagnóstico de agentes patológicos mais sensíveis e específicas, uma vez que os trabalhos já publicados pelo pesquisador: Epidemiological characterization and risk factors associated with Brucella ovis infection in sheep from the states of Rio Grande do Setentrião, Paraíba, and Sergipe (2020); Seroprevalence of ovine brucellosis in the microregion of Teresina, Piauí, Brazil (2020); Avaliação das técnicas de imunodifusão em gel de ágar, experimento imunoenzimático indireto e reação em ergástulo da polimerase no diagnóstico da brucelose ovina (2018); Investigação sorológica das lentiviroses de pequenos ruminantes nas microrregiões homogêneas do Supino Médio Canindé, Picos e Floriano, Piauí, Brasil (2017); Risk factors for Toxoplasma gondii infection in goats and sheep raised in the State of Piauí in northeast Brazi (2016); dentre outras publicações que podem ser consultadas em seu currículo cadastrado na plataforma lattes do CNPq (link: http://lattes.cnpq.br/3381968299059730).

Softwares específicos

Outra frente de trabalho das equipes ligadas ao professor Ney Rômulo de Oliveira Paula é o desenvolvimento de bioprodutos e bioprocessos, além do desenvolvimento de softwares específicos para monitoramento da saúde humana.

“Temos diversos orientandos (mestrandos e doutorandos) que são enfermeiros, fisioterapeutas e médicos que necessitam do desenvolvimento desses aplicativos, de forma que o trabalho em suas áreas possa ser correcto, aperfeiçoado e tornando mais objetiva a tomada de decisões nas equipes de saúde”, afirmou.

Neste momento, encontra-se em período final de desenvolvimento um software de avaliação de risco para pacientes que chegam aos prontos-socorros, de forma que a equipe multidisciplinar de saúde possa fazer um direcionamento e comitiva mais objetivo do paciente. Também está nos planos, ainda para 2021, lançar outro aplicativo para ajudar a determinar a urgência real de intubação para pacientes de Covid-19.

“Lembramos que esses aplicativos se encontrarão disponíveis nas plataformas IOS e Android para download, podendo ser utilizado no próprio smartphone do profissional de saúde”.

Além das pesquisas referentes à Sanidade Bicho, Dr. Paula atua na superfície da Reprodução Bicho, seja a fisiopatologia da reprodução, ou as diversas biotécnicas aplicadas à reprodução de animais domésticos e silvestres. O desenvolvimento de bioprodutos e bioprocessos destinados à solução de diversos entraves que esta superfície ainda apresenta para a sociedade é escopo de diversas pesquisas relacionadas ao desenvolvimento de diluidores e crioprotetores seminais.

O professor trabalha no desenvolvimento de alternativos meios para a manutenção e lavagem de embriões (para a produção in vivo de embriões), além do desenvolvimento de meios para as diferentes etapas de produção in vitro de embriões de mamíferos, mormente os caprinos e ovinos, espécies apaixonantes na visão do pesquisador.

A utilização do bioproduto Chuva de coco em Pó (ACP®), em suas diferentes constituições, e em parceria direta com a empresa privada ACP Biotecnologia de Fortaleza, vem desenvolvendo e validando diversos desses meios, que logo gerarão depósitos de patentes a término de serem colocados disponíveis para profissionais do campo ou de pesquisas nas diversas instituições nacionais ou internacionais.

Algumas publicações podem ser vistas em periódicos específicos da superfície: Uso da polpa desidratada do fruto de Mauritia flexuosa uma vez que suplemento ao diluente de congelação do sêmen caprino (2020); Diluente Tris suplementado com óleo de Mauritia flexuoxa sobre a qualidade do sêmen caprino em seguida a criopreservação (2020); Maturação in vitro de oócitos ovinos submetidos à congelação lenta (2019); Programas de inseminação sintético com sêmen glacial de caprinos e ovinos por laparoscopia no Nordeste do Brasil (2018), dentre outros.

Além da superfície de biotecnologia da reprodução propriamente dita, o professor atua também, junto com equipes da Embrapa Caprinos e ovinos, na verificação da potencial transmissão do lentivírus de pequenos ruminantes através do sêmen ou da técnica de inseminação sintético, sendo eles uma das primeiras equipes do Brasil e do mundo para determinar esse tipo de transmissão, para esse vírus que é considerado o “HIV” dos caprinos, e muito estudado comparativamente pela medicina humana em pacientes com atrite reumatóide, podendo ser verificados em algumas de suas publicações: Transmission of the caprine arthritis-encephalitis virus through sintético inseminatio (2013);

Immunohistochemical and ultrastructural evaluation of gametes and embryos of goats infected with CAEV (2010); Características andrológicas estacionais de caprinos infectados naturalmente pelo lentivírus de pequenos ruminantes no estado do Ceará (2009); Profile of the Caprine arthritis-encephalitis virus (CAEV) in blood, semen from bucks naturally and experimentally infected in the Semi-Arid region of Brazil (2009), sendo estas duas últimas oriundas de seu doutoramento.

Inseminação sintético

O professor é ainda o responsável principal do livro Inseminação Sintético: uma importante utensílio biotecnológica para o incremento produtivo do rebanho caprino e ovino, publicado e lançado em 2018. “Na segmento de reprodução bicho, nós trabalhamos com biotecnologias reprodutivas”, relata. Segundo o professor, a inseminação sintético também se destaca uma vez que uma de suas principais atividades profissionais.

“Temos diversos projetos em curso na superfície de inseminação sintético, transferência de embriões, produção de embriões in vivo e in vitro, de pequenos ruminantes, e também na segmento de criobiologia, na conservação germoplasma, seja sêmen, oócito ou embrião”.

Rodolfo Haas

  • Vingança: motoboys invadem casa e depredam carro de usuário que dava "calote" em aplicativo de comida (veja o vídeo)Vingança: motoboys invadem vivenda e depredam coche de usuário que dava “calote” em aplicativo de comida (veja o vídeo)

Em tempos de “increpação”, precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por somente R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá chegada a todo o teor da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido… Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui