Pandemia faz demanda por seguros de vida crescer, principalmente entre jovens

0
37

O pavor de deixar a família desamparada, ampliado pelo cenário de pandemia, resultou em um poderoso aumento no mercado de seguros de vida. A procura entre jovens subiu mais de 120% nos dois primeiros meses deste ano.

De negócio com a Superintendência de Seguros Privados (Susesp), houve um aumento em todo o país na contratação de 11,4% neste ano, em confrontação ao mesmo período do ano pretérito. esse número pode ser muito maior, dependendo da corretora e da propriedade do seguro.

“A gente tem o pacote ligeiro, o pacote pleno e o pacote totalidade, ou seja, dá opções para que as pessoas possam escolher e adicionando a isso benefícios importantes. A teoria é isso: transformar o seguro de vida num seguro para a vida. Para toda a vida do cliente, afirma Rodrigo Caramez, presidente da Brasilseg, que tem 5 milhões de clientes – pagando R$ 10 bilhões em indenização no ano pretérito

.

Foto: Sukanya Sitthikongsak / Getty Images

A companhia registrou um aumento de 200% na contratação de seguro de vida para jovens com idade até 20 anos. Entre os serviços oferecidos com o seguro estão terapia online, assistência pet e internação hospitalar, o que ajudou na emissão recorde das apólices.

A empresária Alessandra Boiani viu sua corretora ter um aumento de 21% na pandemia, em relação ao período anterior. A maior adesão foi de pessoas na fita entre 40 e 50 anos. E muitas apólices nem foram aceitas. A companhia de seguros faz uma estudo médica de risco antes de exprimir a apólice.

“A seguradora vai fazer uma estudo de risco de qual é o estado de saúde daquela pessoa, e fazer uma conta ali de qual é a previsão de longevidade, de quanto tempo ela vai viver, para poder fazer a legalização do seguro. E pode tomar a decisão de concordar padrão, de concordar com uma sobretaxa, ou seja, com dispêndio maior, ou simplesmente de não concordar.”, explica Alessandra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui