Namorada de Rafael Miguel conta que ainda é atacada pela morte do ator | Celebridades

0
17
Links Patrocinados
Reprodução/Instagram

Isabela Tibcherani fala dos dois anos da morte do ator Rafael Miguel

Isabela Tibcherani, que namorava Rafael Miguel, conta que ainda sofre ataques e é culpada pela morte do ator. Nesta quarta-feira (9), faz dois anos que o artista e os pais dele foram assassinados a tiros na zona sul de São Paulo.  Paulo Cupertino Matias, o pai de Isabela que não aceitava o namoro da filha, é o principal suspeito pelas mortes e segue fugido.

Em entrevista ao Uol, Isabela falou que o natalício da tragédia é uma data difícil e que ainda lhe desculpa bastante dor. “Foi a última vez que nos vimos, que fomos felizes, de indumentária, e esse dia me marca muito. As lembranças se tornam muito vivas nessas datas. Hoje, eu encaro uma vez que posso, com um olhar mais maduro e disposto, mas não deixa de doer”, diz a jovem de 20 anos.

Ela conta que tem tentado seguir em frente, mas recebe críticas de internautas até por conta disso. “Tenho de ler coisas do tipo, ‘enquanto você está aí vivendo, o Rafael e os pais dele estão mortos, por culpa sua’, ‘uma vez que você consegue permanecer aí postando foto nas redes sociais depois de tudo que seu pai fez?’, ‘você provavelmente sabia e ainda deve ter ajudado’. Isso é muito triste”, conta.

Isabela fala que tem focado em sua saúde e os outros planos que tem, uma vez que a vontade de ser cantora, acabam em segundo projecto. Ela também comenta que o indumentária do pai ainda estar fugido e não ter sido responsabilizado pelos crimes que teria cometido a incomoda e lhe desculpa muita tristeza.

“Eu passei a me apegar na teoria que o tempo é o melhor remédio, que se a justiça do varão nequice, a justiça de Deus não falhará. É triste ter de pensar dessa forma, porque até hoje sinto que não consegui dar prosseguimento, fechar o ciclo, sabendo que ele está impune. Mas é o que posso fazer hoje, pelo muito da minha saúde mental”, diz.

Paulo Cupertino fugiu depois que Rafael Miguel e os pais foram assassinados. Um ano depois do delito, a Justiça decretou um mandado de prisão preventiva e o pai de Isabela Tibcherani faz segmento da lista de mais procurados do Brasil. Em 2020, a polícia confirmou que ele fez um documento falso no Paraná. Ele se escondeu em uma herdade no Mato Grosso do Sul, mas conseguiu fugir antes da chegada dos policiais. Uma equipe policial também realizou buscas na cidade de Liberación, no Paraguai, para onde Cupertino teria ido. Segundo o Uol, as investigações seguem com a Policia Social e a Polícia Federalista.

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui