Márcio Garcia arruma desavença em bairro de luxo e é processado por vizinho · Notícias da TV

0
45

Márcio Garcia arrumou desavença com um vizinho de sua mansão na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e foi processado na Justiça. O apresentador da Mundo realizou uma obra em sua propriedade que, de concordância com Eduardo Antonio Kalache, afetou negativamente a residência ao lado no bairro de luxo.

Segundo uma decisão obtida pelo Notícias da TV,o titular do programa Tamanho Família aumentou o muro de sua mansão de três metros para seis, o que teria ocasionado a obstrução de circulação de ar, da paisagem e da iluminação oriundo, além da morte do jardim de flores do legista Eduardo Antonio Kalache, que possui uma mansão no mesmo condomínio que Garcia. 

Por conta dos transtornos, o horizonte apresentador do The Voice Kids se tornou réu em uma ação de tutela antecipada em que o vizinho exige que a reforma seja revertida, tornando o muro menor novamente. O processo foi acessível em dezembro de 2020. 

“Esse acréscimo sobejo na fundura do muro, feito sem qualquer propósito, causou transtornos à propriedade de duas formas. A primeira delas é que a ventilação ficou extremamente prejudicada, aumentando em muito a sensação térmica no sítio. O segundo é que o muro passou a tapar a incidência dos raios solares sobre as vegetalidade do jardim que são contíguas ao muro e não cresce mais vegetação no sítio”, alegou Kalache.

O legista também afirmou ter tido outros problemas durante o período das obras na mansão do ator, uma vez que danos na fiação da internet, no carruagem da mulher, além de “constrangimentos com o ingresso de operários contratados”. 

De concordância com os autos, o funcionário da Mundo recebeu diversas reclamações, mas não deu preço e muito menos fez concessões. Kalache chegou ao limite e decidiu processar ao se deparar com a instalação de tapumes ao volta da passarela que faz mote entre as casas no condomínio localizado em Joatinga, superfície montanhosa da capital fluminense. 

“Além de novamente prejudicar a ventilação no sítio, dessa vez o prejuízo sofrido foi pior, eis que a colocação dos tapumes é esteticamente horrorosa e tapa completamente a vista que o agravante e seus filhos tinham da paisagem”, argumentou Kalache. 

A mansão onde mora Márcio Garcia com a mulher, Andrea Santa Rosa, e os três filhos, Pedro, Felipe e Nina, tem muro de 5 milénio metros quadrados. A propriedade avaliada em até R$ 15 milhões conta com piscina, quadra, quintal imenso, a MGP (Márcio Garcia Produções) –produtora do apresentador–, uma cisterna e até teto solar. 

reprodução/blue sol vigor solar

A mansão de Márcio Garcia vista do sobranceiro

Pedido recusado

Eduardo Antonio Kalache ressaltou que é um recta de vizinhança ter sossego e paisagem e que o apresentador de TV abusou dos direitos de propriedade. O vizinho exigiu uma liminar na Justiça para que o participador retirasse os tapumes, reparasse danos e perdas financeiros, além de derrubar o muro de volta para três metros.

Apesar de referir um item do Código Social em que consta que “o proprietário pode levantar em seu terreno as construções que lhe aprouver, salvo o recta dos vizinhos e os regulamentos administrativos”, o legista teve seu pedido recusado.

A juíza Adriana Angeli de Araujo de Azevedo Maia, da 5ª Vara Cível da Barra da Tijuca, indeferiu a tutela antecipada em 13 de dezembro de 2020, por entender que não havia urgência com o pedido, além da falta de provas que embasassem a tese de danos ou riscos irreparáveis ao imóvel de Kalache. 

Em 19 de fevereiro deste ano, a relatora Lúcia Esteves analisou o caso e também indeferiu a licença de efeito suspensivo por falta de consistência para dar ininterrupção ao processo movido pelo vizinho incomodado. 

“A antecipação dos efeitos da tutela é medida sensacional, deferida, exclusivamente se, existindo prova inequívoca, estiver comprovada a ocorrência simultânea da verossimilhança das alegações da secção autora e do transe de dano irreparável ou de difícil reparação, de modo que o provimento jurisdicional tenha de ser deferido antes da dilação probatória, no caso prova pericial”, definiu Lúcia.

Em seguida perder a liminar em primeira instância, o legista que está processando Garcia ainda pode recorrer em segunda instância, para que desembargadores analisem o caso. 

Outro lado

O Notícias da TV procurou insistentemente Márcio Garcia durante duas semanas em contatos feitos com assessoria de prensa, advogados, com a produtora de filmes MGP e até com parentes do participador. Em seguida vários dias, a assessora do apresentador informou que eles não iriam comentar o tema.

O legista e vizinho do artista, Eduardo Antonio Kalache, também foi procurado em seu escritório de advocacia, mas não retornou as tentativas de contato por e-mail e telefone.

Veja dois vídeos em que Márcio Garcia mostra sua mansão na Barra da Tijuca: 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui