Itália estuda estender vacina da AZ para menores de 60 anos

0
7

ROMA, 3 MAI (ANSA) – O governo da Itália avalia a possibilidade de estender a emprego da vacina anti-Covid da AstraZeneca para pessoas com menos de 60 anos de idade.   

A informação foi revelada nesta segunda-feira (3) pelo coordenador das ações do governo de combate à pandemia, general Francesco Figliuolo, na inauguração de um núcleo de imunização em Roma.   

“A vacina da AstraZeneca é recomendável para determinadas classes, mas a EMA [Agência Europeia de Medicamentos] diz que ela pode ser aplicada em todos. Há efeitos colaterais, porém são infinitesimais. Se não usarmos todas as vacinas, o ritmo da campanha não atingirá os objetivos nos prazos programados”, declarou Figliuolo.   

Segundo o general, a verosímil ampliação do uso da fórmula da AstraZeneca está sendo discutida com o Instituto Superior da Saúde (ISS), órgão técnico-científico do governo, e com especialistas técnicos da Escritório Italiana de Medicamentos (Aifa).   

Inicialmente, a vacina da AstraZeneca era usada na Itália exclusivamente em pessoas com menos de 65 anos devido à falta de dados sobre sua eficiência em idosos. No início de março, no entanto, o país seguiu a recomendação de vizinhos europeus e estendeu o imunizante para todas as faixas etárias.   

Mas, um mês depois, as autoridades sanitárias italianas recomendaram o uso preferencial da vacina em maiores de 60 anos por desculpa do surgimento de casos graves de trombose aliada a baixa escrutínio de plaquetas em não-idosos.   

Esse tipo de evento é bastante incomum, tanto que a EMA não recomendou nenhuma restrição para a fórmula da AstraZeneca, alegando que os benefícios do resultado superam os riscos.   

Até o momento, quase 21 milhões de vacinas anti-Covid já foram aplicadas na Itália, sendo que 6,25 milhões de pessoas – 10,5% da população vernáculo – já tomaram as duas doses da AstraZeneca, da Pfizer ou da Moderna ou a ração única da Janssen e completaram o ciclo de imunização.   

O objetivo do governo é vacinar 60% da população até o termo de julho. (ANSA).   

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto

+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de guloseima de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é conquistado no MA com sobras de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui