Governo economiza R$ 304 milhões com serviços de computação em nuvem

0
13

A União deixou de gastar R$ 304 milhões com a contratação de serviços de computação em nuvem para 52 órgãos federais. Realizada no término de fevereiro, quando ocorreu a buraco das propostas, a licitação teve o resultado divulgado na última quinta-feira (28) pelo Ministério da Economia.

A compra centralizada de serviços de computação em nuvem custou R$ 66 milhões, uma redução de 82,2% em relação ao preço estimado de R$ 368 milhões. A empresa vencedora da licitação foi a Extreme Do dedo Solutions.

Segundo a Secretaria Privativo de Desburocratização, Gestão e Governo Do dedo do Ministério da Economia, a computação em nuvem ajudará a transformação do dedo do governo, ao permitir que um mesmo registo armazenado na nuvem pública seja acessado por diferentes dispositivos, porquê estações de trabalho, tablets e smartphones.

O padrão contratado prevê a possibilidade de os órgãos públicos armazenarem recursos na nuvem sob demanda. Dessa forma, os serviços e as funcionalidades podem ser ajustados conforme as necessidades de cada órgão, sem a premência de interação com o provedor dos serviços.

De conciliação com a secretaria, o novo sistema oferece um menu de serviços de computação em nuvem variados para os órgãos públicos. Dependendo do intensidade de conhecimento da tecnologia, cada órgão poderá escolher os serviços e as configurações disponíveis, segundo as características de cada um.

A contratação seguiu o padrão de compra centralizada, em que o Ministério da Economia promove uma licitação única em nome de todo o governo federalista e distribui os bens ou os serviços para os órgãos que se associam. O padrão gera redução de custos processuais, decorrente da realização de uma única licitação em lugar de várias, e economia de graduação, quando um comprador em grande quantidade consegue mais descontos.

Em dezembro, o Ministério da Economia tinha economizado R$ 10,2 milhões com a compra centralizada de softwares para o governo federalista. A licitação para a compra de assinaturas de softwares de escritórios – editor de texto, de tabelas, de apresentações, de anotações e de banco de dados – abrangeu 128 órgãos federais em 26 estados.

Veja também

+ Restaurante nipónico que fez sarau de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Porquê fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte vasqueiro na Terreno é invento na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é conquistado no MA com sobras de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por culpa de “cliente cristão”
+ Eructar muito pode ser qualquer problema de saúde?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui