Governo do Acre inicia atendimentos médicos a desabrigados

0
31

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre(Sesacre) iniciou os atendimentos médicos às famílias desabrigadas e desalojadas devido à enchente que atingiu o município de Sena Madureira. Para tanto, foi montada uma força tarefa que, por meio do Programa Saúde Itinerante, oferecerá, também, atendimento laboratorial e assistência social.

“Viemos para atender essas famílias que estão desabrigadas e desalojadas, ofertando atendimento médico, laboratorial e assistência social. Sendo todo um esforço do governo do Estado por meio da Sesacre que está atuando nesta força-tarefa”, informou, por meio do site do governo sítio, a coordenadora do Programa Saúde Itinerante, Rosemary Fernandes.

Os atendimentos estão sendo feitos na creche Rapaz Feliz. As consultas clínicas, pediátricas e exames laboratoriais, atualização da caderneta de vacina das crianças e entrega de medicamentos estão sendo executados pelas equipes da Atenção Primária, Saúde Itinerante, Vigilância em Saúde da Sesacre e pelas Secretarias da Cidadania e de Saúde do município.

Em uma outra frente de ações, o Corpo de Bombeiros está distribuindo donativos às famílias que estão precisando de socorro urgente no município. Os donativos (mais de 400 cestas básicas, além de chuva potável e kits de limpeza) foram arrecadados por meio da campanha do SOS Acre.

As cheias e os alagamentos que têm atingido a região agravaram os cenários das epidemias de dengue e de covid-19. Segundo a Sesacre, 606 casos de infecção pelo novo coronavírus foram registrados unicamente neste sábado (27). Com isso, o número de infectados está em 57.337.

Até o momento, o Acre registra 157.236 notificações de contaminação pela doença, sendo que 98.966 casos foram descartados e 933 exames de RT-PCR seguem aguardando estudo do Laboratório Meão de Saúde Pública do Acre ou do Núcleo de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 46.623 pessoas já receberam subida médica da doença, enquanto 289 pessoas seguem internadas.

Nesta semana o governo federalista reconheceu o estado de calamidade pública em dez cidades do estado e disponibilizou R$ 450 milhões para o Ministério do Desenvolvimento Regional concordar estados e municípios no enfrentamento aos desastres naturais que vêm ocorrendo no país. Os recursos são utilizados para ações de socorro, assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais.

Aliás, o governo federalista vai liberar o saque de recursos do FGTS para as famílias das dez cidades que tiveram a situação de calamidade reconhecida: Rio Branco, Sena Madureira, Santa Rosa do Purus, Feijó, Tarauacá, Jordão, Cruzeiro do Sul, Porto Walter, Mâncio Lima e Rodrigues Alves.

O presidente da Caixa Econômica Federalista, Pedro Guimarães, também anunciou que o banco fará uma pausa na cobrança do pagamento de diversas linhas de crédito para pessoas físicas e jurídicas impactadas pelas enchentes nesses municípios.

Veja também

+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de uma vez que fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de negócio com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Uma vez que fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Eructar muito pode ser qualquer problema de saúde?
+ Os 4 signos mais psicopatas do zodíaco
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é conquistado no MA com sobras de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma façanha gastronômia e erótica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui