Governo apresenta programa de concessões rodoviárias a prefeitos do Triângulo

0
12
Links Patrocinados

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra)fechou a semana com uma reunião, junto a prefeitos, deputados e demais autoridades do Triângulo, para apresentação e discussão do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo de Minas.

O lote 1 do programa contempla trechos de nove rodovias no Triângulo que, juntas, somam 629 quilômetros de extensão. São elas: BR-452, BR-365, CMG-452, CMG-462, LMG-782, LMG-798, LMG-812, MG-190 e MG-427.

Entre os benefícios esperados com a licença dos trechos está, por exemplo, a economia de R$ 21 milhões gastos anualmente com acidentes de trânsito na região. Outro destaque são os investimentos previstos, da ordem de R$ 2,7 bilhões, para obras de ampliação de capacidade e melhorias, que vão gerar murado de 50 milénio empregos diretos e indiretos.

A arrecadação de impostos sobre produtos é mais um dos benefícios esperados. Conforme cálculos da Seinfra, a partir da metodologia de estudo de impacto via Matriz Insumo-Resultado, a estimativa é de que se chegue a R$ 288 milhões.

O encontro desta sexta-feira (28/5), em Uberlândia, na 11ª Unidade Regional do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER-MG),  foi coordenado pelo secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato.

“Essa reunião é fundamental porque, antes de abrirmos a Consulta Pública, estamos apresentando o projeto e ouvindo demandas da região para compatibilizá-las. O diálogo é muito importante para que os prefeitos e a população se sintam secção dessa ação que vai beneficiar profundamente o Triângulo Mineiro”, avalia Marcato.

Programa estadual

A malha que será concedida em MInas Gerais totaliza extensão de 3.250 quilômetros. Estão contemplados 120 municípios, com benefícios diretos para mais de 5 milhões de pessoas.

A redução das mortes no trânsito será um dos principais benefícios, já que o Programa de Concessões Rodoviárias prevê melhoria universal da qualidade das rodovias estaduais. Atualmente, exclusivamente nas rodovias sob responsabilidade do Governo de Minas, são gastos R$ 366 milhões com acidentes fatais no trânsito, R$ 698 milhões com feridos e, ainda, R$ 67 milhões com vítimas sem ferimentos.

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui