Governo antecipar 2 benefícios antes da prorrogação do auxílio emergencial

0
49

Está confirmado. O Governo Federalista antecipou o pagamento do 13º salário de aposentados e pensionistas para levante ano de 2021. A previsão é para abril.

Outrossim, o abono salarial já teve pagamento antecipado neste mês de fevereiro. A medida é uma forma de indemnizar o termo do auxílio emergencial, uma vez que os pagamentos foram interrompidos. A expectativa é que os pagamentos voltem no mês de março.

O saque de até R$ 1.100 do abono salarial do PIS/Pasep para empregados de empresa privada nascidos em maio e junho e para funcionários públicos com matrícula de final 8 e 9 no Pasep foi antecipado pelo governo.

O calendário anterior previa que esses trabalhadores receberiam o pagamento exclusivamente em 17 de março. Com a antecipação confirmada, os que têm recta ao abono referente ao ano de 2019 já podem sacar.

Vale ressaltar que o pagamento somente será liberado para quem trabalhou com carteira assinada ou uma vez que funcionário público em 2019. Para ter recta a obtenção do pagamento, é preciso preencher alguns requisitos.

A antecipação do 13º salário é outro que será antecipado, assim uma vez que aconteceu em 2020, a termo de amenizar os impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus. Outrossim, a liberação ocorre em um momento em que há um crescente aumento no número de contágios e mortes pela doença, muito uma vez que no devido ao tardada na vacinação da população brasileira.

Devido o tardada na aprovação do Orçamento, a antecipação, prevista para fevereiro, somente deve debutar a ser liberada em abril. A folha de pagamentos de fevereiro, inclusive, não consta a antecipação do 13º.

Outro ponto que impacta na liberação levante mês é de que a aprovação da proposta orçamentária é extremamente importante para destravar a medida.

14º salário será pago em 2021?

Ainda no termo do ano pretérito, o senador Paulo Paim (PT-RS) encaminhou um pedido de urgência para que o Projeto de Lei (PL) 3.657/2020, que prevê a geração do 14º salário emergencial, seja autenticado o quanto antes. De consonância com o texto, será facultado uma parcela extra para remunerar aos segurados do Instituto Pátrio do Seguro Social (INSS) durante a pandemia do novo coronavírus.

A proposta, apresentada pela Percentagem de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), recebeu voto favorável de Paim, relator do projeto na Percentagem. De consonância com dados do senador, aproximadamente 35 milhões de aposentados e pensionistas do INSS, e que em torno de 80% desse grupo recebe exclusivamente um salário mínimo por mês.

“A pandemia está fazendo um enorme estrago na economia e na vida das pessoas menos favorecidas,” disse Paim.

“O 14º salário, além de socorrer os aposentados, os que estão no grupo de risco, também irá servir uma vez que injeção de recursos na economia. Dentre os municípios brasileiros, 64% dependem da renda dos beneficiários do INSS. O 14º salário vai simbolizar um pouco em torno de R$ 42 bilhões em verba novo no transacção lugar, nos municípios, gerando ocupação e renda, gerando imposto, melhorando a qualidade de vida, movimentando a economia lugar e fortalecendo a vida de todos. Teremos mais empregos para colaborar com a retomada do desenvolvimento do país”, confirmou o senador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui