Gladson leva serviços médicos, odontológicos, jurídicos e sociais ao Parque Chandless no Purus | ac24horas.com

0
22
Links Patrocinados

Em um momento histórico para os moradores de uma das áreas mais isoladas, por isso, o governo do Estado do Acre promoveu uma série de serviços médico-odontológicos, jurídicos e sociais às 16 famílias, compostas de 76 pessoas, que moram dentro do Parque Estadual Chandless, uma das unidades de conservação ambiental mais preservadas do mundo, lar de ribeirinhos tradicionais que vivem da caça, da pesca e da cultivação de subsistência na região da bacia hidrográfica do Purus.

Nunca uma missão solene com fins humanitários tinha se deslocado para a região antes. A última viagem significativa havia realizado somente onze anos detrás, em novembro de 2010, quando na ocasião, a sede do parque foi inaugurada. De lá para cá, a gestão do parque e seus habitantes vinham sofrendo pelo descaso das administrações públicas.

Cumprindo uma preceito do governador Gladson Cameli, pelo menos 60 profissionais, das mais diversas esferas do governo, viajaram desde Manoel Urbano (município a 246 quilômetros de Rio Branco) numa expedição de embarcação que durou 12 horas singrando, primeiramente, o rio Purus, e depois o rio Chandless – que dá nome ao parque –, para levar distinção e cidadania aos moradores da suplente ambiental, um dos mais ricos em biodiversidade da Amazônia.

Os serviços começaram ainda na sexta-feira, com as consultas médicas e odontológicas, com a distribuição de medicamentos e dos atendimentos social e psicológico. Ainda na sexta, 28, o programa odontológico do Saúde Itinerante, da Secretaria de Estado de Saúde do Acre, esteve atendendo os casos de urgência e de emergência, enquanto a equipe da Diretoria de Política para Mulheres reuniu homens e mulheres, intercaladamente, para uma conversa sobre direitos, violência de gênero e instrução sexual.

No sábado,29, ao visitar a dimensão, Gladson Cameli e a primeira-dama Ana Paula Cameli entregaram uma superestrutura de 16 placas fotovoltaicas, permitindo a salvamento energética para as famílias, por meio da captação de vigor solar, em riqueza na região, sobretudo nesta quadra do ano com o verão amazônico. Em outra ação do gabinete de Paula Cameli, foram entregues cestas básicas além de roupas para a comunidade.

“O grande objetivo é valorizar essas famílias, verdadeiros heróis que tanto necessitam da mão do estado, mas que em vez disso, sofreram por tanto tempo da preterição dele. Todo esse esforço de chegar até cá é por eles, para reafirmar que nosso governo tem compromisso com todas as pessoas, indistintamente, seja na cidade, seja nas áreas mais longínquas desse estado”, afirmou o governador para um grupo de pequenos agricultores ribeirinhos modestos, amigáveis e felizes com a presença de Gladson Cameli, primeiro governador na região em mais de uma dez, com a sua equipe.

A região impressiona por sua imponência: são mais de 690 milénio hectares de floresta com uma das maiores biodiversidades da Amazônia e numa densidade demográfica de quase 100 hectares por morador. A família Cameli desembarcou de helicóptero ainda no sábado, 29, depois de um voo de 15 minutos desde o município de Santa Rosa do Purus.

“O objetivo nosso foi o de orientar essas pessoas pela melhor convívio em família, com saudação reciprocamente e uma convívio saudável”, ressaltou Isnailda Gondim, diretora de Políticas para as Mulheres, da Secretaria Estadual de Assistência Social, Direitos Humanos e Política para as Mulheres.

Da sua segmento, o secretário de Meio Envolvente, Israel Milani, lembrou que nunca, nenhuma outra gestão levou tão a sério os esforços de valorizar o ser humano mais distante da cidade, “aqueles embrenhados na selva e que ficaram, muitas vezes, à mercê da própria sorte”.

“Nós assumimos esse compromisso e vamos cumpri-lo. Fiquem certos de que estaremos cada vez mais presentes uma vez que uma mão amiga, lutando por vocês que tão bravamente convivem com a floresta”, completou Milani.

Para o secretário de Saúde, Alysson Bestene, o governo do estado do Acre tem oferecido exemplo da união de suas instituições com ações integradas uma vez que está sendo essa no Parque Estadual Chandless. “Interagir com as comunidades mais distantes é o grande objetivo e uma forma gratificante de cuidar das pessoas. E quero agradecer cá os parlamentares da bancada em Brasília, principalmente, a deputada Vanda Milani, pela destinação de emenda de bancada de R$ 450 milénio para a obtenção de equipamentos que foram usados nesta edição cá”, destacou Bestene.

O Tribunal de Justiça do Estado do Acre enviou a juíza Andreia Brito, facilitar da Vara de Medidas de Penas Alternativas, do Fórum Barão do Rio Branco. Ela conversou com os moradores sobre temas uma vez que a convívio pacífica, as implicações da lei e tirou dúvidas, das mais diversas, no contextura da justiça. O evento tem o pedestal também do Corpo de Bombeiros Militar.

A magistrada enalteceu o olhar do estado aos pequenos agroextrativistas do Chandless uma vez que “fundamental para o muito da saúde pública e do aproximação à cidadania”.

“Esses serviços precisam chegar nas comunidades mais longínquas para que o Tribunal de Justiça do Estado do Acre também possa ser uma utensílio com o governo do estado para a inclusão dessas pessoas. Essa é a perspectiva do Poder Judiciário e parabéns à governo estadual por isso”, ressaltou a juíza Andreia Brito.

Participaram também das ações de início a deputada federalista Vanda Milani, o secretário de Saúde Alysson Bestene e o representante da comunidade do Chandless, Moisés Pacaya.

Toda a equipe apresentou fiscalização negativo para covid-19 feito no último dia antes da viagem.


Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui