Força-tarefa em Miami estuda viabilidade de cripto para pagamentos

0
75
 A novidade proposta sugerida no condado de Miami-Dade pretende averiguar formas possíveis de uso para criptomoedas (Imagem: Unsplash/Gaetano Cessati)

Residentes do condado de Miami-Dade, no estado americano da Flórida, poderão um dia remunerar seus impostos na forma de criptomoedas. 

Um memorando divulgado ontem (15) indica que a representante do condado de Miami-Dade, Danielle Cohen Higgins, propôs a geração de uma Força-Tarefa de Criptomoedas de Miami-Dade, a qual, entre outras finalidades, tem o objetivo de prescrever a viabilidade do uso de criptomoedas uma vez que forma de pagamento de impostos do condado, taxas e serviços.

Conforme consta no memorando:

A Força-Tarefa de Criptomoedas de Miami-Dade foi estabelecida com os seguintes objetivos: (a) estudar a viabilidade de validação, pelo condado de Miami-Dade, de criptomoedas e de outras formas monetárias digitais uma vez que um método de pagamento tolerável para impostos do condado, taxas e serviços; (b) identificar quaisquer custos associados com a validação de criptomoedas e de outras formas monetárias digitais uma vez que método de pagamento tolerável para impostos do condado, taxas e serviços; e (c) fornecer recomendações ao Comitê sobre outras iniciativas de legislação relacionadas a criptomoedas que seriam vantajosas ao condado de Miami-Dade.

Ao conduzir sua revisão, e sem se limitar à generalidade do precedente, a Força-Tarefa também deverá revisar e averiguar iniciativas feitas por governos municipais, estaduais e federais com relação a criptomoedas. 

Esse é mais um desenvolvimento notável, considerando que, no mês pretérito, oficiais de Miami-Dade fizeram um tratado multimilionário com a corretora cripto FTX, para a empresa patrocinar o estádio do Miami Heat, time de basquete da NBA.

O Comitê de Representantes do condado aprovou o tratado no mês pretérito. 

A proposta aconteceu em seguida o prolongamento do interesse, na espaço de Miami, por tecnologia de criptomoedas. Assim uma vez que descrito no memorando, a cidade de Miami começou a estudar uma série de iniciativas relacionadas ao bitcoin (BTC), incluindo impostos municipais e pagamento de taxas.

A força-tarefa sugerida pode valer que essas iniciativas poderão ser adotadas em todo o condado.

De tratado com o memorando, irão inventar a força-tarefa treze pessoas, cada uma com no mínimo cinco anos de experiência em cripto, bancos, cibersegurança ou finanças, e que foram escolhidas pelo Comitê de Representantes do Condado.

Segundo o documento, “a Força-Tarefa é somente consultiva e não deverá ter o poder nem a poder de comprometer o condado de Miami-Dade ou quaisquer uma de suas agências ou instrumentos a qualquer política, nem incorrer quaisquer obrigações financeiras, ou produzir qualquer responsabilidade contratual ou de outra natureza, em nome do condado ou de quaisquer uma de suas agências ou instrumentos”.

Segundo um porta-voz do comitê, caso a solução seja aprovada na percentagem, irá, em seguida, ao Comitê de Representantes para votação em 4 de maio. O Comitê de Infraestrutura, Operações e Inovações do Condado irá primeiro considerar a proposta. 

Caso seja aprovada, a Força-Tarefa será finalizada em seguida o período de um ano, ao menos que uma extensão seja aprovada pelos representantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui