Fiat pode ter adulterado dados de emissão em país europeu

0
45
Links Patrocinados
A Fiat é uma das marcas acusadas de manipularem dados de emissões de gases poluentes (Foto: Divulgação/Fiat)

Atualmente, a Fiat vem se destacando em nosso mercado automotivo. Ela é a marca mais vendida do País e tem o protótipo que lidera o ranking de emplacamentos. Porém, nem tudo são flores para a marca italiana. A marca está sendo investigada pelo governo da França. A adulteração de dados é a culpa principal. Mas ela não está sozinha.

Fiat e os dados de emissão

De consonância com sucursal de notícias AFP, a Fiat se junta a outras cinco marcas que sofrem com o mesmo problema. No caso da montadora italiana, ela teria manipulado alguns dados. Para isso, um programa de computador foi usado.

As informações que teriam sido alteradas seriam sobre os números reais de emissões poluentes. Exclusivamente veículos movidos a diesel estariam envolvidos.

Fiat
Foto: Divulgação/Fiat

E pode permanecer um pouco custoso para Fiat. Caso seja condenada, a montadora terá que remunerar 150 milénio euros de fiança. Outros 200 milénio euros seriam para uma garantia bancária.

As investigações começaram no segundo semestre de 2014. Elas duraram dois anos e meio. Segundo o portal de notícias, a Stellantis tem ciência do caso. A empresa irá cooperar com a justiça nas investigações. Ela ainda diz que os responsáveis pelo controle de emissões seguiram à risca todas as exigências durante o período.

Foto: Divulgação/Fiat

“A empresa acredita firmemente que seus sistemas de controle de emissões atenderam a todos os requisitos aplicáveis entre 1º de setembro de 2014 e 15 de março de 2017, e continua fazendo isso, e espera com impaciência a oportunidade de provar isso”, diz a  Stellantis em expedido.

Dieselgate

Foto: pixabay.com

Além da Fiat, outras marcas também são alvos de investigação da justiça francesa. Elas são:

  • Volkswagen
  • Renault
  • Peugeot
  • Citroën

Ou seja, temos três marcas do mesmo grupos cá. Desde o ano passada, as francesas do Grupo PSA e a Fiat fazem segmento da Stellantis.

E não é de hoje que se fala dessa polêmica. Em 2015, os Estados Unidos revelaram o “Dieselgate”. Na estação, a montadora alemã foi acusada de manipular dados de emissões de  poluentes de carros a diesel. Na estação, foi desvelado que 11 milhões de veículos a diesel em todo o mundo usavam programas para esconder os números verdadeiros.

Foto: Divulgação/Peugeot

No ano seguinte, vários processos foram abertos na França. Porém, só levante ano as marcas começaram a ser acusadas por conta de irregularidades nos softwares instalados em carros a diesel. Se elas forem declaradas culpadas, proprietários de veículos afetados serão indenizados e multas milionárias serão aplicadas.

Pedro Giordan

Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de prelo, blog sobre futebol e site especializado em esportes.

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui