Estudo mostra o impacto da tecnologia no consumo pós-pandemia

0
52
Links Patrocinados
Compra do dedo. Crédito: fancycrave1 por Pixabay

O isolamento social potencializou a inclusão do dedo, as transações comerciais e o consumo on-line. A aceleração de mudanças tecnológicas que a pandemia provocou em diversos setores e a transformação da experiência de compra do consumidor é tema do mais novo estudo da Orbe “O impacto da tecnologia no consumo pós-pandemia”.

Um dos destaques da pesquisa é que, neste ano, a China se tornará o primeiro país da história onde o meio do dedo será o protagonista das vendas no varejo com 52% (USD 2,8 trilhão), frente a 48% no físico.

Apesar do crescente progressão do e-commerce, o consumidor ainda possui resistências a esse tipo de experiência. Segundo o estudo Emarketer Perceptibilidade de Mercado, da Orbe, os três maiores receios apontados pelas pessoas ao realizar uma compra on-line são: ter que remunerar para enviar o item comprado de volta (26% dos consumidores); precisar levar o pacote em uma unidade dos Correios (25%); e não ter ter uma maneira fácil de se fazer uma troca (23%).

Consumidora finalizando compra na internet
Consumidora finalizando compra na internet. Crédito: Foto de Karolina Grabowska no Pexels

Diante de tal cenário, a presença de um consumidor omnichannel será cada vez mais poderoso nos próximos anos. Portanto, será importante a reinvenção da jornada do consumidor, levando sempre em consideração a geração de pontes mais humanas e didáticas.

“Novas tecnologias serão fundamentais para diminuírem a intervalo entre experiências online e off-line, muito porquê para tangibilizar o processo de compra de produtos que dependem mais de seleção e experimentação. Com base nisso, informar e capacitar o consumidor será fundamental para destravar todo potencial de soluções tecnológicas, conhecidas ou não”, conclui o estudo.

A pesquisa ainda traz dados de porquê o brasílico pretende usar a tecnologia em suas jornadas de compra e qual é a reação dos shoppers em relação a determinadas tecnologias.

15% dos usuários de rede social 18+ nos EUA já usaram Clubhouse

App Clubhouse
App Clubhouse. Crédito: Foto: Reuters/Florence Lo

O estudo “Clubhouse Users in America”, da Edison Research, aponta que 15% dos usuários de rede social supra de 18 anos, nos EUA, disseram já terem usado o app de voz Clubhouse. Quem lidera entre esse público é o YouTube (89%), seguido pelo Facebook (81%), Instagram (58%), Twitter (46%) e LinkedIn (42%).

Apesar do número ainda tímido em relação a outras mídias sociais, os usuários do Clubhouse o acessam com frequência: 44% das pessoas utilizam pelo menos uma vez ao dia e 28% pelo menos uma vez por semana.

Demografia Clubhouse
Demografia Clubhouse. Crédito: Divulgação

Balanço BBB 21

BBB 21 com Juliette, Fiuk e Camilla
Finalistas do BBB 21. Crédito: Instagram | @bbb

A Rede Orbe divulgou um balanço da 21ª edição do Big Brother Brasil, cuja final foi realizada no dia 4 de maio e consagrou a advogada e maquiadora Juliette Freire porquê campeã. Segundo o documento, o reality alcançou 163 milhões de pessoas somente na TV Orbe (oito em cada dez brasileiros), teve 2,7 bilhões de plays de vídeos no Globoplay e no Gshow e 12,1 bilhões de impactos nas redes sociais. Os dados são da Kantar Ibope Media Workstation (25/01 a 04/05/21).

O programa foi líder de audiência em todas as praças durante os 100 episódios. Levando em consideração as duas maiores praças do país e somente a TV Orbe, a temporada teve 16,3 milhões de telespectadores alcançados em São Paulo e 10,7 milhões no Rio de Janeiro (Manancial: Kantar Ibope Media | MW PNT – 25/01 a 04/05/21).

BBB
BBB. Crédito: Divulgação

Evento: “Cases que vão revolucionar as suas estratégias de marketing”

Nos próximos dias 26 e 27 de maio, a partir das 13h30, a RD Station vai promover o RD Marketing Day Unlimited. Evento gratuito e on-line, o objetivo é apresentar cases em estratégias de marketing. Dentre os convidados, estão a CMO e COO da Microsoft Caribbean, Giuliana Zorzal; a diretora sênior de Informação e Responsabilidade Social da 99, Pâmela Vaiano; o CMO da mLabs, Rafael Kiso; e a gerente de Eventos da Natureza, Gabriela Tranquilidade.

Guilherme Machado estreia novidade pilar de Imóveis em A Publicação

As colunas do Guilherme Machado serão sempre às quartas-feiras, em agazeta.com.br/imóveis.
As colunas do Guilherme Machado serão sempre às quartas-feiras, em agazeta.com.br/imóveis. Crédito: Registro Pessoal

Na próxima quarta-feira (26), a editoria Imóveis & Cia de A Publicação vai relatar com um reforço de peso: Guilherme Machado estreia porquê novo colunista. Ele vai trazer informações do segmento sob uma abordagem analítica, com tendências, panoramas, dicas, orientações, entre outros assuntos. O foco será no mercado capixaba, mas sempre com exemplos do Brasil e do mundo que possam contribuir para o desenvolvimento lugar.

Responsável de vários livros, Guilherme é fundador e CEO da única escola de instrução continuada do mercado imobiliário no Brasil, o Instituto QR. Aliás, é pai da Metodologia QR,  único método voltado exclusivamente para o mercado imobiliário, e do maior via de vendas no YouTube. Atualmente, lidera o via 4.Cast, o único podcast do mercado imobiliário que explora o universo 4.0.

Por falar em Imóveis…

Talk Imóveis
Talk Imóveis. Crédito: Divulgação

No mesmo dia 26, terão outras duas estreias: a temporada 2021 do Talk Imóveis, série de lives sobre o segmento em A Publicação, e do guia Privativo Boom Imobiliário, com um raio-X do setor no Espírito Santo. O teor do “Boom” ficará disponível na editoria Imóveis & Cia e poderá ser acessado em qualquer plataforma do dedo.

A primeira live do Talk abordará o tema “Quadro do mercado: chegou a hora de comprar um imóvel!” O encontro terá a presença de Guilherme Machado; do economista e comentarista da rádio CBN, Teco Medina; do presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES), Sandro Carlesso; e do presidente do Sindicato da Indústria da Construção Social no Estado do Espírito Santo (Sinduscon-ES), Paulo Alexandre Baraona. A mediação será da jornalista e editora Lara Rosado.

“Não parece racismo, mas é”

Raphaela Melo
Experimento sobre o dia da Consciência Negra. Crédito: Vitor Jubini

O experimento fotográfico “Não parece racismo, mas é: as frases que negros não querem mais ouvir”, de A Publicação, foi premiado na categoria Inconstância e Inclusão do Prêmio Sociedade Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (SBTD) de Superioridade de 2021. O material foi produzido pela repórter Elis Roble e pelo repórter fotográfico Vitor Jubini. As fotos retratam frases que são frequentemente escutadas por pessoas negras e que refletem o racismo explícito ou ainda velado que existe na sociedade brasileira.

Participe você também!

Toda quinta-feira, a pilar Pelo Mercado traz informações sobre o que está acontecendo no universo de informação e marketing do Espírito Santo e do mundo. Tendências de mercado, pesquisas, comportamento de consumo, campanhas, cases, vagas de trabalho na dimensão e movimentações nas agências capixabas; tudo isso construído com um olhar voltado para nosso Estado, dando voz e valorizando todos os profissionais que constroem diariamente nosso mercado.

Se você quiser participar enviando sua sugestão de taxa, sátira ou observação sobre a pilar, entre contato com a gente pelo e-mail: [email protected]

Se você notou alguma informação incorreta em nosso teor, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido verosímil

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui