Entrevista de Claudia Kalim – head de Estratégia e Negócios da Gotcha

0
40
Links Patrocinados

O Globo da Vez do VoxNews dessa semana traz um bate-papo com Claudia Kalim, head de Estratégia da dependência que completa 12 anos em 2021. Com um portfólio completo de serviços oferecidos ao mercado, a dependência se posiciona porquê uma perito em notícia com visão de negócios tendo, inclusive, participação na evolução de algumas contas atendidas.

Desde março de 2020 a dependência vem atuando em home office, protótipo que será mantido enquanto a crise sanitária permanecer. “Hoje, podemos proferir que a dependência evoluiu muito nesse protótipo e funciona perfeitamente para o atendimento dos nossos clientes, prospecções e ações/eventos com o nosso time”, conta Claudia. Confira inferior:

VoxNews – Fale um pouco sobre a história e a atuação da Gotcha.

Claudia Kalim – A Gotcha evoluiu muito na sua visão e na entrega de insumos fundamentais para os anunciantes: uma notícia de qualidade criativa e capaz de alavancar os negócios.

Somos, efetivamente, especialistas em notícia com visão de negócios. Temos uma atuação imersiva nos clientes e isso abre novas perspectivas. Esse noção permeia todas as áreas de atuação, passando pelo Atendimento e Planejamento, Geração, Mídia, UX e CRM, entre outras.

Posso elencar cá três atributos que definem nosso trabalho:

Perceptibilidade do dedo – fornecemos soluções baseadas em estratégia e dados.

Destreza – usamos metodologias ágeis para dar respostas rápidas.

Inovação para fazer negócios – participamos dos negócios dos clientes a ponto de ganharmos cada vez menos do que investiram e mais do quanto ganham.

VoxNews – Uma vez que seguir as mudanças, quase diárias, que vêm acontecendo nas formas de notícia com o público?

Claudia Kalim – As mudanças na indústria da notícia são intensas. Vivemos a era da transformação do dedo, o que afeta o jeito de as agências e anunciantes fazerem negócios e notícia. Os dados imperam, mas ainda vejo dificuldades no seu uso, leitura e interpretações para a geração de insights estratégicos e criativos para as marcas. Por isso, juntamente com o data strategy, precisamos ter sempre no radar a premência de investigar comportamentos, culturas e insights atitudinais para sabermos porquê conversar de forma verdadeira com os consumidores, pessoas que têm emoções e racionalidades que precisam ser compreendidas.

VoxNews – As formas de negócio na propaganda também estão ganhando formatos diversos, inclusive, com participação dependendo de resultados dos clientes. Uma vez que a Gotcha atua?

Claudia Kalim – Uma vez que disse supra, participamos dos negócios dos clientes a ponto de lucrar cada vez menos do que investiram e mais do quanto ganham. Isso mata os conflitos de interesses e torna a relação mais transparente.

VoxNews – Qual o perfil que um profissional deve ter para participar da equipe da Gotcha?

Claudia Kalim – Necessariamente precisa ser um profissional com uma cabeça inclusiva e ligada a tudo o que acontece na sociedade em termos comportamentais e culturais, pois isso tem impacto direto no resultado final que desenvolvemos. E, simples, os skills necessários ao business, porquê talento, conhecimento e boa visão de trabalho em time.

VoxNews – Em mais de um ano de pandemia, porquê a Gotcha vem se adaptando a esse período?

Claudia Kalim – Incorporamos o home office porquê segmento da nossa rotina de trabalho desde março de 2020. Hoje, podemos proferir que a dependência evoluiu muito nesse protótipo e funciona perfeitamente para o atendimento dos nossos clientes, prospecções e ações/eventos com o nosso time. Uma vez por mês, fazemos o Gotcha Talks, no qual trazemos um convidado para palestrar sobre os mais diversos temas, porquê ageísmo, sobre o espaço das mulheres na propaganda, os negros na notícia, e por aí vai. Também uma vez por mês, reunimos o time todo para um encontro no qual contamos as novidades e damos espaço para o time se manifestar e matar a saudade.

VoxNews – A dependência pretende manter o formato de home office?

Claudia Kalim – Enquanto a crise sanitária estiver fora de controle, sim.

VoxNews – Fale um pouco sobre cases importantes assinados pela dependência no último ano.

Claudia Kalim – Quando falamos em case, não há porquê não reportar o Cartão de TODOS, o maior cartão de descontos do Brasil, com foco em saúde, instrução e lazer. Em três anos de relacionamento, houve um incremento de mais de 260% no tamanho da empresa. Em janeiro de 2018, a empresa contava com 1,2 milhão de clientes ativos na sua base. Em janeiro de 2021, alcançou a marca expressiva de 4,3 milhões de clientes ativos. Esse resultado foi fruto de um profundo trabalho conjunto entre o Marketing de Cartão de TODOS e a Gotcha, que colocou a marca no cenário pátrio e a promoveu por meio de embaixadores de peso e credibilidade, porquê Ana Maria Braga e hoje Luciano Huck, fortalecendo sua imagem de marca e acelerando os resultados e performance.

Material publicada do site VoxNews.

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui