Empresas de seguros aceleraram transformação do dedo durante a pandemia, diz NTT Data Research

0
42
Links Patrocinados

Na manhã desta segunda-feira (1), a NTT Data Research divulgou os novos resultados do estudo As companhias de seguro de vida e renda vitalícia aceleram a transformação do dedo, que analisou a transformação que vem ocorrendo na indústria da vida e da renda vitalícia.

O documento constata que o setor avançou o equivalente a um ano durante os primeiros 90 dias da pandemia e indicou que os líderes do setor aceleraram significativamente os planos em 2020 com a chegada da Covid-19.

Muro de 99% dos executivos de seguros de vida e renda vitalícia (L&A) acreditam na urgência de uma mudança do dedo transformadora, enquanto 72% das operadoras atualmente migram os modelos de negócios para a distribuição do dedo de produtos e serviços de outras empresas a termo de oferecer uma melhor experiência ao cliente.

Em meio à mudança das expectativas dos consumidores, ao envolvente de negócios conturbado e à atividade agressiva de fusões e aquisições, a pesquisa prevê porquê a próxima dezena será definida pelos novos modelos de negócios e pela rápida aceleração do dedo para o mercado de seguros.

Conquista 300x250

“Se a imprevisibilidade de 2020 nos ensinou alguma coisa é que a transformação do dedo não é mais exclusivamente uma vantagem competitiva – é uma urgência mercantil”, disse Matt Provencher, presidente de Serviços Financeiros e Seguros da NTT Data Services.

Destaques do estudo:

• 42% das seguradoras criaram plataformas de negócios digitais, parciais ou completas;

Beegin 300x250

• 56% estão no processo de planejamento e desenvolvimento destas capacidades;

• 38% incorporaram tecnologias emergentes (Internet das Coisas, blockchain, Lucidez Sintético e robótica);

• 38% utilizam Big Data e análises para obter melhores clientes.

Hurst 300x250

O estudo da NTT Data também analisou as principais tendências que podem impactar as estratégias de negócios da liderança nos setores de seguros e serviços financeiros pelos próximos três anos. Algumas das principais respostas foram:

• Envolvente competitivo em jacente mudança (47%);

• Mais investimento em tecnologias digitais, porquê as Plataformas de Negócios Digitais (46%);

• Crescente instabilidade política e socioeconômica (37%);

• Mudança de demanda e comportamento do cliente (35%);

• Aumento das multas regulamentares (33%);

• Maior foco na sustentabilidade (22%).

Desafios permanecem

Embora se constate um grande progresso do dedo nos primeiros 90 dias da COVID-19, muitas seguradoras ainda estão nos estágios iniciais da maturidade do dedo.

Os resultados demonstram que 35% dos entrevistados realizaram investimentos em do dedo, mas sem qualquer estratégia abrangente ou roteiro e exclusivamente 12% possuem um ecossistema de plataforma de negócios do dedo em funcionamento capaz de oferecer benefícios aos negócios.

Com informações de Market21 Notícia & Marketing.

Deixe seu Glosa

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui