‘Donas da Globo’ chega dia 25 no NOW da Simples/NET e na Vivo TV

0
41


Técnico orienta as jogadoras em cena de ‘Donas da Globo’

Crédito: Bonfilm


O tradicional time de futebol masculino da cidade é suspenso e a única saída é formar um feminino para fechar o campeonato. Leste é o tema de “Donas da Globo”, de Mohamed Hamidi, que estreia dia 25 de fevereiro nas plataformas de VOD no NOW da Simples/NET e ao Vivo TV, em seguida participar da edição 2020 do Festival Varilux de Cinema Gálico. A distribuição no Brasil é da Bonfilm.

Testemunhado por mais de 300 milénio espectadores na França, “Donas da Globo” usa a comédia para tratar do preconceito de gênero. Mohamed Hamidi conta que dissemelhante de seus outros filmes quis fazer um em que as mulheres fossem heroínas. E uma vez que o futebol ainda hoje é subjugado por homens, resolveu “inverter os valores e poder nesta dimensão”.  Ele acrescenta: “Estou sempre interessado nas oposições entre pessoas e a teoria de alteridade. O conflito que nasce dessas oposições é rico, porque dá aos personagens a oportunidade de se conhecerem e de se entenderem melhor. Meus filmes estão passando sempre em torno do tema da reconciliação”.

No longa, o tradicional time masculino da cidade é suspenso do campeonato por razão de uma bulha em campo e não vai poder terminar o campeonato. Para que o clube não desapareça, o único jeito é formar um novo time e a solução são as mulheres (filhas, irmãs, esposas) da pequena cidade. E dificuldades não vão faltar para que elas consigam participar dos jogos.   

“Esta comédia popular está impregnada de uma pujança deliciosa,  revelando sua força no olhar terno e franco com que examina o  cotidiano de uma pequena comunidade, pronta finalmente a driblar o patriarcado para fazer valer seu paixão pelo esporte.” Guillemette Odicino, Télérama

Donas da Globo Une belle equipe

De Mohamed Hamidi  Com Kad Merad, Alban Ivanov, Céline Sallette

2020 – Comédia – 1h35  Classificação indicativa: Livre   Distribuição no Brasil: Bonfilm

Sinopse: Depois se envolver numa bulha, a equipe inteira de futebol da pequena cidade de Clourrières é suspensa até o termo da temporada. Com o objetivo de salvar esse pequeno clube do setentrião da França, que corre o risco de vanescer, o técnico decide formar um time constituído exclusivamente de mulheres para chegar ao termo do campeonato. Essa situação acabará por transformar completamente o cotidiano das famílias, abalando as convenções há muito estabelecidas naquela pequena povoado.

O diretor Mohamed Hamidi  Entre 1997 e 2008, Mohamed Hamidi trabalha uma vez que professor na Universidade Paris XIII, em Bobigny2. Lecionando Economia-Governo, participa na instalação da Associação Alter-Egaux, destinada a facilitar e orientar os jovens da periferia. Depois de La Vache, em 2016, dirige Jusqu’ici tout va bien, lançado em 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui