Do planejamento às finanças, paralisação do Campeonato Paranaense preocupa os clubes | campeonato paranaense

0
44

A suspensão dos jogos do Campeonato Paranaense provocou preocupação no planejamento e no horizonte dos clubes, principalmente àqueles que não têm calendário em seguida o estadual. Esse é o caso de Azuriz, Cascavel CR, Maringá e Toledo. As demais equipes possuem competições no segundo semestre, mas esperam que não haja um período maior sem partidas.

Em seguida a recomendação de suspender os jogos pelo Ministério Público, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) decretou a paralisação do torneio na segunda-feira e pretende dialogar com o MP-PR para dar perpetuidade. A rodada inicial teve dois jogos disputados, a segunda rodada foi suspensa, e a terceira rodada ainda está indefinida.

Para o presidente do Cascavel CR, Tony Almeida, a medida é compreensível – ele mesmo passou 20 dias intubado por conta do coronavírus. O dirigente, por outro lado, pondera que atrapalha o planejamento do clube por conta dos contratos firmados, que se encerram em maio e teriam que ser renovados caso estendesse às datas previstas. Isso acarretaria em gastos maiores com testes de Covid-19, viagens e salários.

O impacto é grande, é complicado. O bom é que tivesse o jogo, mas a gente entende que é perigoso. Ainda não pensamos nessa possibilidade (aumentar as datas do estadual). Mas, se isso suceder, vamos ter que encontrar um caminho

— Tony Almeida, presidente do Cascavel C, em entrevista ao ge

João Vítor Mazzer, presidente do Maringá, corrobora com o dirigente da Serpente sobre as questões contratuais. Ele alegou que, se o campeonato se estirar, isso vai ter um efeito no dispêndio anual.

Já começamos a nos preocupar com a forma com que esses jogos serão remarcados. A expectativa é que isso não aconteça em outras rodadas e que a FPF possa explicar ao MP que é um envolvente seguro

— João Vítor Mazzer, em entrevista ao ge

Já o técnico Fabiano Daitx, do Azuriz, afirmou que utilizará o tempo de paralisação para restaurar atletas, mas pensa que é preciso definir novas datas o quanto antes para poder ajustar a programação. Ele ainda disse que é preciso pensar além do futebol no momento.

É evidente que muda o trabalho, mas acredito que a decisão é a mais acertada. O futebol tem que servir de exemplo para que as pessoas fiquem em morada

— Fabiano Daitx, técnico do Azuriz

Outro clube que tem somente o Paranaense no calendário é o Toledo. Procurado pela reportagem, o presidente Carlos Alberto Dulaba não respondeu aos questionamentos.

  • Tábua completa do Campeonato Paranaense
  • Giro GE: porquê chegam os 12 times para estadual; assista e opine

As oito equipes restantes possuem competições definidas para o segundo semestre: Athletico (Despensa do Brasil, Sul-Americana e Série A), Cianorte (Série D), Coritiba (Despensa do Brasil e Série B), FC Cascavel (Despensa do Brasil e Série D), Londrina (Série B), Operário-PR (Despensa do Brasil e Série B), Paraná (Despensa do Brasil e Série C) e Rio Branco (Série D).

Não vejo que essa situação agora possa atrapalhar. Vai atrapalhar caso isso se estenda por muito mais tempo. Se principiar a ter datas uma em cima da outra, daí vai permanecer ruim

— Micael, zagueiro do Paraná, em entrevista à TV PRC

No último final de semana, o Governo do PR determinou o toque de recolher a partir das 20h por nove dias para sofrear o progresso da Covid-19. O prazo de fechamento está marcado para as 5h de 8 de março, uma segunda-feira.

O Paranaense teve somente dois jogos disputados da primeira rodada: Cianorte 1×0 Athletico no sábado e Operário-PR 1×1 Azuriz no domingo.

Cascavel, Curitiba, Maringá, Londrina e Toledo acataram a orientação do MP e não podem receber jogos no período. Paranaguá e Pato Branco ainda não se manifestaram. As cidades mais resistentes são Cianorte e Ponta Grossa, únicas que receberam partidas.

No termo de semana, a terceira rodada tem programada Coritiba x Toledo no sábado e Paraná x Maringá, Cianorte x Cascavel, Operário-PR x Rio Branco-PR, Londrina x Azuriz e Athletico x FC Cascavel no domingo. Dois desses jogos seriam realizados, se Cianorte e Ponta Grossa não mudarem o posicionamento.

Campeonato Paranaense teve somente dois jogos disputados até agora — Foto: André Jonsson/OFEC

O Campeonato Paranaense de 2021 tem a mesma fórmula do ano pretérito, com 12 times se enfrentando em vez único (11 rodadas). Os dois piores caem. E os oito melhores avançam para o mata-mata, que será disputado em jogos de ida e volta. As finais estão previstas para os dias 16 e 23 de maio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui