Desempregados podem ter entrada a benefícios do governo – Rede Jornal Contábil

0
41
Links Patrocinados
Designed by Chayantorn Tongmorn / shutterstock

Desempregados em todo país estão desesperados a procura de um serviço. Muitas pessoas já não sabem o que fazer para levar o manjar para a morada, paga a luz, o gás, a chuva, etc.

Em abril de 2021, o número de desempregados chegava a 14,8 milhões de brasileiros, segundo o Instituto Brasiliano de Geografia e Estatística (IBGE). Sendo que taxa de desocupação ficou em 14,7% no trimestre de fevereiro deste ano.

Para estas pessoas que estão em uma situação bastante complicada, há benefícios do governo que oferecem renda para quem está sem trabalho.

A ajuda federalista diminui as dificuldades, e permitindo que despesas básicas possam ser pagas, enquanto o trabalho fixo não aparece.

Veja os benefícios oferecidos pelo governo para ajudar desempregados e, também pessoas de baixa renda.

Seguro-desemprego

Photo by @ijeab / freepik
Photo by @ijeab / freepik

O seguro-desemprego é talhado para os trabalhadores que foram demitidos sem justa justificação. Leste mercê é de forma temporária.

Vai ajudar por 3 ou cinco meses a remunerar contas e comprar mantimentos. Para solicitar o seguro-desemprego basta entrar no aplicativo Carteira de Trabalho Do dedo ou o site do Governo Federalista. O valor de cada parcela é de um salário mínimo R$ 1.100.

O trabalhador para ter recta ao seguro-desemprego precisa satisfazer os seguintes requisitos:

Para ter recta, é necessário:

  • Ter trabalhado com carteira assinada;
  • Ter sido despedido sem justa justificação;
  • Não ter renda necessária para o sustento da família;
  • Não receber nenhum mercê previdenciário, de prestação continuada, com exceção de auxílio-acidente, auxílio-suplementar e abono de permanência em serviço.
  • Ter recebido salários de pessoa jurídica ou de pessoa física durante um período mínimo antes de realizar o requerimento:
  • Ter trabalhado com carteira assinada por pelo menos 12 meses, dos últimos 18 meses antes da data de exoneração.
  • Ter trabalhado com carteira assinada por pelo menos 9 meses, dos últimos 12 meses antes da data de exoneração.

Saque do FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é talhado para quem trabalha com carteira assinada. O trabalhador despedido terá recta ao saque-rescisão.

A empresa que demitiu o funcionário informará a Caixa Econômica Federalista. Num prazo de 5 dias úteis o valor estará liberado para saque. Sendo necessário apresentara rescisão de contrato e outros documentos.

Auxílio-doença do INSS

O desempregado pode ter entrada, se preciso for, ao auxílio-doença do Instituto Vernáculo do Seguro Social desde que tenha contribuído para a Previdência Social, previsto na Lei 8.213/1991.

A lei determina que, o trabalhador continua tendo recta aos benefícios da Previdência 12 meses em seguida ter parado de contribuir.

O trabalhador que tinha carteira assinada por pelo menos dez anos e ficou desempregado, recebendo seguro-desemprego, pode continuar porquê segurado do INSS por até 36 meses.

A pessoa que contribuiu com a Previdência e precisa do auxílio-doença por estar com alguma enfermidade que dá recta ao mercê, mesmo desempregada poderá solicitar. A solicitação poderá ser feita no aplicativo Meu INSS para agendar a perícia médica para ter recta ao mercê.

Transporte gratuito

Alguns estados oferecem mercê para os desempregados, em São Paulo, por exemplo, será verosímil solicitar o Bilhete Peculiar do Desempregado no Metrô e a Credencial do Trabalhador Desempregado na CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Para ter entrada gratuito ao Metrô, o trabalhador despedido sem justa justificação há pelo menos 30 dias e no supremo 6 meses, terá recta. O bilhete é válido por 90 dias e permite caminhar de metrô gratuitamente.

CPTM, tem recta quem está desempregado pelo menos há 30 dias e menos de 180 dias. Sendo verosímil viajar gratuitamente no sistema de trens da CPTM durante 90 dias.

A região metropolitana de Recife conta com iniciativa parecida. Na cidade, desempregados têm entrada gratuito ao transporte público fora do horário de pico.

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui