Demi Lovato explica que sua rehab inclui quantidades moderadas de maconha e álcool – Monet

0
18

Demi Lovato (Foto: Reprodução / Instagram)

Demi Lovato explicou que tem continuado a consumir bebidas alcoólicas e maconha depois ter sofrido uma overdose quase trágico em 2018.

A cantora de 28 anos comentou sua restauração em uma novidade entrevista ao apresentador Ross King. Ela também fala sobre o tema no incidente final de sua novidade série documental, ‘Dancing With the Devil’, que foca na sua saúde mental, na sua guerra contra as drogas e na sua recuperação depois o incidente de três anos detrás. “Aprendi que fechar a porta às coisas me faz querer penetrar essa porta ainda mais. Aprendi que não funciona para mim expor: ‘Eu nunca vou fazer isso de novo'”, ela explica na produção, também adicionando que não usa mais “coisas que vão matá-la”.

Na novidade entrevista, Ross apontou que, em um dos trechos do incidente de ‘Dancing With the Devil’ lançado nesta semana, Elton John admite que não concorda com o indumentária de Demi consumir álcool e maconha ao longo de sua restauração depois a overdose – para o músico de 74 anos, o método de moderação não funciona.

Demi Lovato (Foto: reprodução)

Demi Lovato (Foto: reprodução)

O cantor Elton John (Foto: getty images)

O cantor Elton John (Foto: getty images)

“Ele tem crenças diferentes das minhas e tudo muito”, afirmou a artista de 28 anos ao apresentador. “A moderação pode não funcionar para todos, mas a dieta totalidade também não funciona para todos e eu sei que esse é um método no qual [Elton] acredita.”

Na sua série documental, Demi deixa simples que sua recuperação baseada no álcool e na maconha é acompanhada por especialistas. A produção ainda traz um aviso sobre esse método não funcionar para todos que têm obediência química.

Demi Lovato (Foto: Instagram)

Demi Lovato (Foto: Instagram)

Além de se penetrar a reverência de sua restauração, a cantora também disse a Ross que inventar e trovar são atividades que têm um papel muito importante na vida dela. “Nunca é fácil falar sobre traumas ou coisas que você passou, mas sou muito grata pela música, porque a música me deu um tanto pelo que viver na minha vida quando eu não sentia que tinha muito pelo que viver”, confessou.

[Fazer a série documental] foi difícil, presenciar a ela foi difícil”, ela adicionou. “Mas viver foi o mais difícil. E foi importante que eu compartilhasse minha história.”

Veja a entrevista inferior:

Na semana passada, Demi Lovato lançou o clipe da música ‘Dancing with the Devil’, no qual ela recria a overdose que sofreu em 2018. Confira:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui