confira dicas para ter controle nas finanças

0
12

Invadir a independência financeira e ter sucesso nos negócios é o sonho de muitos brasileiros. Entretanto, para empreendedores iniciantes, a meta é mais difícil de ser alcançada quando não se tem um planejamento estratégico. Outrossim, uma melhor gestão das finanças pode trazer um retorno maior de satisfação e reduzir problemas.  

Para facilitar empreendedores iniciantes, a contadora e profissional e Gestão Tributária, Aline Bosa, listou 5 itens que não podem faltar em um bom planejamento estratégico (confira aquém). Empreendedores que têm startups incubadas no Colearning da Satc recebem assessoria completa para fazer um planejamento eficiente. A empresa que presta os serviços de contabilidade é a BBCont, onde além da Aline Bosa, atuam também os contadores Jonas Martins Borges e Filipe Barcellos de Figueiredo.  

O Colearning é a incubadora de startups da Satc, que está instalada no Meio Tecnológico Satc (CTSatc). Além de assessoria contábil, as startups ainda têm chegada a benefícios, porquê: Endereço fiscal; Mentorias; Bolsistas; Networking; Capacitação; Living Lab Satc.  

Dicas

1 – Comece pelo início 

Saiba que antes do “fazejamento”, certamente o planejamento é o principal. Enfim, se você quer ter simples e em mãos alguma coisa palpável onde deseja chegar, é necessário pontuar os objetivos, metas e outras informações importantes para alavancar. E saiba que, mesmo tendo um projecto de negócio, ele não vai te livrar de passar alguns perrengues. Na verdade, ele é muito mais eficiente, pois ao visualizar o problema em potencial, você conseguirá averiguar possíveis soluções e melhor identificar a que te ajudar de forma eficiente. 

2 – Organize as finanças 

Pode parecer óbvio, mas muita gente se perde neste passo. Seja por falta de planejamento ou por confundir a conta pessoal com a conta empresarial, o melhor a se fazer é ter consciência e tentar separar ao sumo as duas coisas. Se esforce para conseguir lastrar e, desta forma, involuntariamente você se poupa de um trabalho financeiro a mais. Seja prudente. Tenha também tudo anotado e contabilizado. Essa pode ser uma tarefa mais chata e demorada, mas facilita para quando precisar fazer conferência de dados ou se precisar de alguma informação com certa urgência. 

Outrossim, fique esperto e dentro dos conceitos da contabilidade, porquê capital de giro, lucro, investimentos e outros, pois ajuda a identificar as falhas em seu negócio e a tomar melhores decisões, porquê exemplo, se é a hora certa de investir ou poupar. 

3 – Não fuja dos riscos 

Os riscos, muitas vezes, não podem ser evitados, mas, por outro lado, eles podem (e tem) muito a ensinar. Para saber o sucesso, na maior secção da jornada, você terá que narrar com o risco para, quem sabe, pensar em novos horizontes, enxergar novas possibilidades e dar novo sentido. Portanto, não veja porquê alguma coisa que pode ultimar com seu negócio, mas também o encare de forma realista, considerando suas possíveis decisões e os resultados que elas trarão. Enfim, você já sabe que empreender não é simples e ter o seu negócio é se aventurar a cada dia em uma serra russa dissemelhante. 

4 – Quanto custa seu resultado ou serviço? 

Dar valor a seus objetos é uma tarefa cansativa e que, muitos empreendedores, se sentem encurralados. Nascente passo é de extrema relevância, visto que saber identificar o dispêndio do seu resultado/serviço, viabiliza instituir o dispêndio das despesas e o lucro. 

Zelo: cálculos equivocados podem levar seu negócio à falência e/ou a um desgaste emocional muito grande, já que você pode dar “sua vida” para remunerar as contas e quase não ver o lucro. Caso sinta grande premência de auxílio, você pode narrar com ferramentas ou mesmo a ajuda de um profissional na dimensão de finanças. 

5 – Você precisa se formalizar  

Sim, levante é um passo muito importante, hein? Não se esqueça, por fim, é a partir da oficialização do CNPJ que seu negócio sai da informalidade. Outrossim, permite a emissão de notas fiscais, empréstimos, registro de funcionários e outros benefícios que você, porquê pessoa jurídica, pode obter. 

É importante lembrar que, para formalizar, você precisa se encaixar em algumas exigências. Caso haja premência, você também pode narrar com a ajuda de um profissional da contabilidade para realizar o processo. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui