Cinco tendências de eficiência energética para alavancar os negócios

0
13

André Ferreira é CEO e fundador do Grupo Luminae Robustez, empresa especializada em eficiência energética no país (Crédito: Divulgação)

A evolução tecnológica das últimas décadas, potencializada pela pandemia de covid-19 em 2020, tem um combustível precípuo: a eficiência energética. Sem virilidade elétrica, grande segmento das soluções que facilitam nosso dia a dia não existiria. Mas, isso não significa que empresas e profissionais podem utilizá-la sem nenhum planejamento. Pelo contrário, trata-se de recurso procedente que deve ser usado de forma consciente para não agredir o meio envolvente e, simples, não aumentar os custos financeiros. Buscar essa eficiência não é fácil, mas com estratégia é verosímil atingir esse objetivo. Conheça cinco tendências na superfície que podem alavancar qualquer negócio:

1 – Sustentabilidade corporativa

A preocupação ambiental não é mais tema que deve ser ignorado ou posto em segundo projecto pelas empresas. Nas últimas três décadas, cresceu em preço e, atualmente, influi consideravelmente na decisão de compra dos consumidores finais – levantamento do Opinion Box de 2019 mostra que 55% das pessoas dão preferência a organizações reconhecidas por cuidar do meio envolvente. Portanto, investir em eficiência energética é selecção segura para implementação de uma política sustentável em seus processos e, com isso, aumentar sua competitividade nos negócios.

2 – Gestão inteligente de utilities

Na tentativa de se tornarem sustentáveis, a maioria das empresas adquire soluções para reduzirem custos relacionados aos recursos naturais. É uma iniciativa válida, simples, mas é preciso adotar uma gestão mais inteligente com os utilities (consumo de chuva, virilidade, gás, entre outros). Finalmente, de zero adianta implementar ferramentas se não houver uma visão clara de quanto a empresa gasta e quais pontos de melhoria podem ser adotados para otimizar ainda mais a eficiência. Hoje o mundo é guiado por dados – e a adoção de eficiência energética também passa pela estudo dessas informações.

3 – Produtividade consciente

Qual empresa não quer aumentar a eficiência de seus colaboradores, não é mesmo? Fazer mais com menor dispêndio financeiro é o sonho dos gestores e executivos. Há alternativas para potencializar as tarefas dos profissionais dentro do envolvente corporativo, mas uma das mais importantes atualmente é a que considera a relação entre sustentabilidade, cultura organizacional e processos internos. A adoção de medidas ambientais adequadas e, principalmente, a geração de políticas que estimulem o bem-estar das pessoas no espaço de trabalho estão entre os principais fatores que impactam positivamente a produtividade – e rentabilidade – do negócio.

4 – Iluminação profissional

Pensar a iluminação da empresa não é somente questão estética. Quando muito utilizada, consegue influenciar o humor dos profissionais, a sensação de segurança dos consumidores e até as vendas de produtos no caso do varejo. Com projetos customizados, ou seja, de consonância com a estrutura física do negócio e utilizando luminárias inteligentes, é verosímil aproveitar 100% da luminosidade gerada e até valorizar cores e sensações de consonância com os objetivos da companhia.

5 – Trabalho em equipe

Qual é a política de eficiência energética da empresa? Ou melhor, quem elaborou e implementou essa política? Ter profissionais capacitados no tema para atuar no desenvolvimento de estratégias é importante, simples, mas o gerenciamento de virilidade não deve ser exclusividade do possuinte ou desses profissionais. Sim, todos os colaboradores devem ser envolvidos no tema, uma vez que eles também precisam contribuir para a redução dos custos de virilidade. Portanto, crie treinamentos e programas de capacitação a término de que eles possam se envolver com essa missão.

*André Ferreira é CEO e fundador do Grupo Luminae Robustez, referência em eficiência energética no país – e-mail: [email protected]

Veja também

+ Curso da Dez – Veja porquê ingressar na curso que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida gratuito e vai presa
+ Zona Azul do dedo em SP muda dia 16; veja porquê fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Eructar muito pode ser qualquer problema de saúde?
+ Tubarão é conquistado no MA com sobras de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Invenção oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui