Canguru Embalagens lança risco Nano Pack com tecnologia sustentável

0
61

Alguns países têm porquê meta para os próximos anos, a utilização somente de recicláveis

Referência de inovação e tecnologia no mercado em que atua, a Canguru Embalagens, com sede em Criciúma, dá mais um passo em relação ao compromisso com a sustentabilidade. Neste mês, a empresa lançou a risco Nano Pack, resistente e 100% reciclável com embalagens voltadas idealmente para os segmentos Pet Food, higiene e venustidade e é resultado de um investimento superior a meio milhão de reais em pesquisa e desenvolvimento.

A tecnologia Nano Pack, um filme de subida barreira e totalmente reaproveitável, é fruto de muitos estudos e testes realizados desde 2018 com o objetivo de minimizar os impactos ambientais inerentes ao processo de produção.   As embalagens da Canguru possuem barreira à luz, umidade, gases e perda de cheiro, questões essenciais para prometer a qualidade do resultado e satisfação do consumidor. Na risco Nano Pack, para prometer a qualidade e eficiência do projeto, a Canguru substitui embalagens de subida barreira e demais estruturas convencionais e diferentes materiais quanto à barreira de gordura para iguaria Pet Food. Outrossim, substitui materiais quanto à resistência a umectantes, possibilitando a emprego para a risco de lenços umedecidos.

A profissional em Pesquisa e Desenvolvimento da Canguru, Vanessa Macarini de Oliveira, ressalta a influência deste passo para a empresa e reforça os quatro pilares estratégicos quando o ponto é inovação: sustentabilidade, conveniência, proteção e apresentação. Segundo ela, todos os conceitos e projetos dos últimos anos vêm evoluindo muito com base, principalmente, no pilar de sustentabilidade, um compromisso da marca. “Temos um foco muito grande neste pilar e a partir dele, conseguimos trabalhar outros pilares sem olvidar a nossa missão que é fornecer embalagens e serviços de valor”, destaca a profissional lembrando que a Canguru produz embalagens que atendem à subida demanda de um mercado cada vez mais preocupado com o meio envolvente. “Essa preocupação é real, de usar embalagens que possam ser recicladas, voltar para a masmorra, virar novos produtos e conseguir utilizar todo potencial que o plástico possui”, explica Vanessa.

Curiosidades

Alguns países têm porquê meta para os próximos anos, a utilização somente de recicláveis;

O Reino Unificado planeja lançar um imposto sobre plásticos em todas as embalagens que não incluírem 30% de material reciclado até 2022;

Na França, a partir de 2025 será permitido somente o uso de plástico reciclável;

No Brasil, segundo dados do IBGE (2010) e IPEA (2012) 42,5% dos resíduos sólidos urbanos são compostos por plásticos, 41% papéis, 9% metais, 7% vidros;

Por cá, as principais marcas estão atentas ao movimento mundial e envolvidas em fazer crescer o incentivo para que empresas optem por embalagens reutilizáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui