Brasil segue 100% nas Eliminatórias

0
15
Links Patrocinados
Ouvir o texto deste post

Parar ou pausar
Continuar

Neymar marcou o segundo para o Brasil, de penalti

(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Passados 200 dias, era de esperar que a Seleção Brasileira não voltasse em óptimo forma — ainda mais pelo clima estabelecido entre jogadores/percentagem técnica e CBF. O Brasil venceu o Equador por 2 a 0, numa atuação sem muito cintilação, porém segura na resguardo.

Uma falta de Fred, no segundo tempo, mudou o rumo da partida. Tite estava pronto para colocar Gabriel Jesus na vaga de Richarlison, até que o meio-campista do Manchester United fez uma falta — já tinha cartão amarelo — e viu o opositor pressionar o perito pelo vermelho. Imediatamente, o treinador brasílico mudou a mudança e sacou Fred. Até aquela profundidade do jogo, o Brasil era pouco criativo e o jogo era de muitos passes errados.

O Brasil passou a variar a formação de 4-3-3 para 4-2-4. Paquetá recuou para dar mais regularidade no meio-de-campo, e Neymar saiu da ponta para atuar uma vez que meia. Jesus foi para a direita e Richarlison inverteu de lado. A Seleção Brasileira melhorou bastante.

Abriu o placar numa jogada de velocidade, contando com a ajuda do goleiro. Richarlison marcou, por ironia do sorte. Ainda dava para ter feito o segundo e o terceiro, ambas as chances com Gabigol, mas ele desperdiçou.

Só no término a conta foi fechada com o pênalti convertido por Neymar — antes havia perdido, de forma bizarra, um outro penal, revisto pelo VAR.

Nem sempre vai dar pra jogar com quatro atacantes por mais de 20 minutos, a não ser que esteja numa situação desesperadora. Hoje, no caso, o Brasil tinha mais liberdade e tecnicamente era melhor que o Equador. Tratava-se de uma quesito da partida em que Tite fez muito a sua leitura e readaptou a equipe. Foi muito nesse ponto.

O Brasil tem cinco vitórias em cinco jogos nas Eliminatórias. Os números de Tite são muito bons, e ainda há os que desejam sua saída por conta das convocações.

Por término, sobre a posição dos jogadores em relação à Despensa América, Casemiro deixou evidente que haverá um pronunciamento depois do jogo contra o Paraguai. Vale esperar. Poderá ser histórico.

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui