Brasil movimenta R$ 1,4 bilhão com importação de celulares no 1º semestre

0
34

O mercado de importação de smartphones movimentou R$ 1,4 bilhão em 2021. E não é surpreendente que a participação da China no mercado tenha sido de impacto: 7 em cada 10 celulares vieram do país asiático, segundo dados da startup de negócio exterior Logcomex. De conciliação com um levantamento feito pelo MCC Enet, do movimento Confie e Compre e da Câmara Brasileira de Negócio Eletrônico (Câmara e-net), a subida em importações está ligada ao desenvolvimento do e-commerce brasílio.

Samsung Galaxy Z Flip na mão

Foto: Zana Latif / Unsplash / Tecnoblog

As importações brasileiras de eletrônicos porquê celulares, notebooks e periféricos de informática (porquê fone, mouse e teclado) movimentaram quase R$ 3 bilhões em 2021. No primeiro semestre deste ano, a China foi o país de origem de 70,35% dos smartphones e 89% dos notebooks trazidos do exterior.

Importação de notebooks movimentou R$ 348 milhões

Quando se trata dos PCs portáteis, a importação dos dispositivos movimentou aproximadamente R$ 348,3 milhões no Brasil; o pico ocorreu em março, de conciliação com levantamento da Logcomex.

No primeiro semestre, a maioria das importações de smartphones foi feita por avião, com 94% dos produtos dessa categoria chegando ao Brasil pelo transporte alheado. Em meio à pandemia, a dificuldade para obter material prima na fabricação de semicondutores afetou a oferta da maioria dos dispositivos eletrônicos.

Algumas das principais empresas do setor, porquê Intel, Nvidia e TSMC avisam que essa falta de chips pode se estender até 2022. A Apple afirma que essa dificuldade vem afetando a fabricação de aparelhos porquê o iPhone 13, recém-lançando pela marca.

Periféricos importados movimentam R$ 1,3 bilhão

No ramo de periféricos de informática, as importações brasileiras entre janeiro e junho foram de R$ 1,3 bilhão. Somente as transações envolvendo itens porquê mouse, teclado e fone de ouvido movimentaram quase R$ 857 milhões. A Logcomex dá destaque aos equipamentos de áudio: eles movimentaram mais da metade do montante — foram R$ 471 milhões gastos com esse tipo de aparelho.

Importações de fones de ouvido tiveram pico em junho, com a maior secção vindo da China e dos EUA. Já o transporte dos periféricos de informática — que além de fones inclui mouse e teclado — é distribuído também entre navios e aviões de fardo.

Edifier X5 e Xiaomi Redmi AirDots 3

Edifier X5 e Xiaomi Redmi AirDots 3

Foto: Darlan Helder/Tecnoblog / Tecnoblog

Subida em importação segue e-commerce brasílio

Segundo a MCC Enet, o aumento na importação é um revérbero do desenvolvimento do varejo eletrônico no Brasil, que por sua vez foi estimulado pela pandemia. As categorias com melhor desempenho no e-commerce brasílio são as de notícia e informática (41,8%); móveis e eletrodomésticos (25,9%); e tecidos, vestuário e calçados (11,8%).

Com pessoas passando mais tempo dentro de lar, houve subida em reformas residenciais, levando a um salto na procura por eletrônicos e eletrodomésticos. O e-commerce brasílio cresceu 74% em 2020, de conciliação com a MCC Enet. A previsão é que ele continue com a boa sequência nesse ano: dados da XP acrescentam que, em 2021, o varejo eletrônico deve fechar o ano com expansão de 32% em relação a 2020. No momento, a data mais importante do ano para varejistas, a Black Friday, está próxima.

Brasil movimenta R$ 1,4 bilhão com importação de celulares no 1º semestre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui