Benefícios que você poderá receber em 2021 | Rede Jornal Contábil

0
19

Existem benefícios já confirmados que você poderá receber em 2021. Um deles será antecipação do 13° salário do INSS para fevereiro e março. O motivo de antecipar o pagamento, está no aumento do número pessoas contagiadas pelo novo coronavírus.
Essa segunda vaga da doença irá novamente impactar a economia, sendo necessária novas medidas do governo para ajudar o cidadão de baixa renda.

Algumas medidas já foram confirmadas pelo governo que irão beneficiar os brasileiros, também se pensa numa provável volta do auxílio emergencial, porém, uma vez que disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, o retorno do favor, seria a última escolha.

Benefícios já confirmados

13° salário do INSS

Os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Pátrio do Seguro Social), poderão narrar com a antecipação do 13° salário, que segundo a equipe econômica, a primeira parcela será paga em fevereiro e a segunda parcela em março.

Segundo Paulo Guedes, a inciativa é viável, isso porque não terá dispêndio fiscal, ou seja, os recursos já estavam previstos no orçamento e serão exclusivamente desembolsados com antecedência.

Abono PIS/Pasep

Também está previsto a antecipação do abono salarial do PIS/Pasep. O antecipação do pagamento tem a finalidade de prometer uma maior movimentação financeira no país ao longo do primeiro semestre de 2021.

O PIS/Pasep também será antecipado para os meses de fevereiro e março. Por enquanto, ainda não se sabe as datas específicas do pagamento.

Benefícios que podem ser aprovados

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni numa entrevista a CNN Brasil, disse que o governo federalista espera ampliar o tíquete médio do Bolsa Família para ao menos R$ 200 com a reforma do programa que deve ser apresentada em fevereiro.

“Cinco milhões de famílias ganham em torno de R$ 80 por mês. Esse valor vai aumentar. Estamos trabalhando para todos que estão no Bolsa – hoje o tíquete médio é R$ 190/mês – e queremos que supere a marca de R$ 200 por mês para todos, corrigindo as deformidades que tem o programa”, disse o ministro.

Entretanto, ao ser perguntado sobre a possibilidade de um novo programa emergencial, o ministro preferiu não responder. Se limitou exclusivamente a referir o microcrédito do dedo.

“Acredito que nos primeiros dias de fevereiro já tenhamos quesito de fazer a apresentação tanto do novo Bolsa Família quanto do programa de microcrédito do dedo”, completou, ressaltando que as duas medidas devem sobrevir depois eleição do novo presidente da Câmara.

Enquanto o ministro da Cidadania, evita falar do auxílio emergencial, alguns parlamentares pressionam o governo para uma prorrogação do favor.

Secção da renque parlamentar está buscando a convocação para uma sessão extraordinária do Congresso Pátrio, para que possa ser discutido a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial em 2021.

Saque emergencial do FGTS

Também está para ser liberada uma novidade rodada do saque emergencial do FGTS. Sendo provável que ela aconteça agora em em 2021. Se o favor emergencial seguir o padrão do ano pretérito, o cidadão poderá resgatar um valor de até R$ 1.100 neste ano, tanto das contas ativas (serviço atual) muito uma vez que das contas inativas (empregos anteriores).

No entanto, não existe uma definição de quando o programa será liberado, porém, existe a possibilidade da novidade rodada ser destinada a classe média, já que os mais pobres realizaram os saques em 2020 e ainda não acumularam saldo suficiente para resgatar o favor levante ano, conforme informou o jornal Folha de São Paulo.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui