Bateria de moto exige atenção redobrada no inverno

0
41
Links Patrocinados

A bateria é um secundário fundamental para o perfeito funcionamento de uma motocicleta e por isso requer atenção.

Hoje em dia as motocicletas têm partida elétrica, ignição eletrônica, injeção eletrônica de combustível, iluminação elaborada, além de vários acessórios eletrônicos para facilitar na pilotagem porquê o ABS dos freios e o controle de tração, e também os faróis auxiliares, aparelhos de GPS e tomadas USB para vincular ou recarregar periféricos.

Veja também:
Da fábrica para as pistas: KTM revela a exclusiva RC 8C
Triumph entra no segmento de motocross e enduro
MOTOCICLISMO lança peculiar Turismo Internacional 2021

A bateria deve estar com a fardo correta recomendada pela operário da motocicleta para ser capaz de vincular o motor e nutrir todos os acessórios, enquanto o gerador do motor da moto auxilia a repor a robustez retirada e junto com o regulador de voltagem ajuda a manter a fardo sólido, além de ajudar a proteger os delicados componentes eletrônicos de picos de sobrecarga no sistema, atuando porquê um filtro para o sistema elétrico da moto.

Os modelos que tem partida no pedal, a bateria serve para ajudar na faísca da vela, para colocar o motor em funcionamento, inflamar os faróis e lanternas e se houver injeção eletrônica tem que manter a petardo de combustível em ação junto com os sensores e atuadores do sistema.

E a bateria necessita de cuidados especiais no insensível e a melhor recomendação é não deixar a motocicleta paragem. O ideal é rodar com a moto pelo menos uma vez por semana. Para que a bateria tenha fardo, é imprescindível que esteja em boas condições. Além da bateria, é preciso se confirmar de que os cabos de conexão da bateria também estejam em boas condições. 

Confira algumas dicas para fazer uma manutenção preventiva na bateria da sua motocicleta para você não ter surpresas na hora do passeio por falhas na bateria. E vale ressaltar que motocicletas com sistema de injeção eletrônica de combustível não devem ser ligadas no empurrão com a marcha engatada – no famoso tranco – porque a petardo de combustível não estará atuando e é muito subida a chance da sua máquina não funcionar, e ainda pode ocorrer qualquer dano grave no motor.

Para preparar sua bateria para o inverno é sempre bom inspecionar os cabos e fixadores da bateria. Se necessário, limpe os terminais com uma escova dura, uma lixa fina ou spray limpa contato. Aplique graxa dielétrica ou spray anticorrosivo nos pinos e conectores do terminal para evitar corrosão. O pessoal do litoral aplica uma ração generosa de vaselina nos terminais para evitar a oxidação e o truque rendeiro tem um ótimo resultado. Certifique-se que os cabos e seus invólucros estão em boas condições e os conectores estão presos firmemente à bateria.

Se a bateria não for uma unidade selada, verifique os níveis do eletrólito, usando chuva destilada para completar as células que apresentem nível aquém do indicado na caixa da bateria. Tenha desvelo para não sobrecarregar o invólucro e sempre utilize luvas nas mãos e óculos de proteção.

Com a chave da moto na posição desligada, conecte um multímetro na bateria e verifique se o estado de fardo for superior a 12,7 volts, portanto bateria está em ótimo estado. Aquém de 12,30 volts, significa premência de recarga. Se, posteriormente uma recarga, a tensão da bateria permanecer aquém desse número, a recomendação é trocá-la.

Caso precise comprar uma bateria novidade, escolha uma que atenda às classificações recomendadas no manual do proprietário para o padrão específico da sua motocicleta.

Exclusivamente substituir ou recarregar a bateria quando ela apresenta falhas pode não resolver o problema. Nesse caso, é necessário estimar se há qualquer defeito na secção elétrica da moto, identificando o que fez a bateria perder a fardo. Em muitos casos um equipamento não original instalado, porquê um rebate, pode estar roubando fardo. 

Antes de trocar a bateria por uma novidade avalie se outros componentes, porquê estator ou retificador de fluente estão funcionando adequadamente e enviando a fardo correta para a bateria dentro das especificações do operário da moto. Caso contrário, mesmo uma bateria novidade poderá apresentar problemas em pequeno prazo.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– 
Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

A bateria original da moto dura, em média, entre três a quatro anos, mas depende, principalmente, de porquê a motocicleta é utilizada. A instalação de acessórios também pode reduzir a duração e a fardo da bateria, por isso é recomendado consultar o Manual do Proprietário ou um eletricista mecânico para se confirmar que a bateria da sua moto tem capacidade para receber mais acessórios.

Com essas recomendações é muito provável que você não vá ter problemas com a bateria da sua motocicleta. Por isso, supervisione sua máquina mensalmente, confira também a calibragem dos pneus, a tensão da fluente de transmissão e ajuste dos freios. E bom passeio.

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui