A forma porquê o Varejo compra tecnologia mudou – INFOR CHANNEL

0
63

O comportamento do consumidor mudou com a pandemia de Covid-19, ele está indo menos vezes às lojas físicas, não quer saber de filas, fica mais tempo em moradia e está usando mais o e-commerce. Isso tudo forçou os varejistas a mudarem, principalmente com o uso de tecnologias. Nascente foi o recado do EXP Retail 2.1, evento do dedo realizado na quinta-feira (4/3) pela Zebra do Brasil. “O uso da tecnologia foi fundamental no ano pretérito para que o Varejo pudesse ter melhor controle e pudesse enfrentar a crise. Isso deve continuar nascente ano e nos próximos”, disse Vanderlei Ferreira, presidente da empresa.

Segundo o executivo, não unicamente o consumidor mudou, o varejista também está comprando de forma dissemelhante. Tradicionalmente, tem aquele grupo de empresas maiores, grandes players do mercado, que são usuários intensivos de tecnologia. E há outro de empresas que estão entrando no mundo da tecnologia, estão se estruturando e começam agora a adotar soluções de mobilidade. “Os maiores, por já terem um processo mais automatizado, estão sendo mais cirúrgicos na compra, querem uma solução específica, por exemplo, um picking (separação) mais rápido na loja”, contou Ferreira. “Para esses clientes, vendemos bastante soluções wearables, equipamentos mais leves para ter aplicações gráficas de forma rápida, de fácil operação e estágio”, contou.

O médio e pequeno negócio, que precisa rapidamente entrar no mundo da tecnologia, prefere um único equipamento para fazer várias operações. Ele procura automação simples, rápida implementação e eficiência

Para aqueles varejistas que estão se estruturando, principalmente empresas de médio porte, Ferreira diz que cresceu a procura por soluções para diminuir filas no caixa. “O papa fileira voltou com força, uma tecnologia que surgiu há quatro ou cinco anos. O varejista precisa de pouca tecnologia para sua implementação: um dispositivo de meio de pagamento, um coletor de dados e uma impressora portátil para exprimir o comprovante de compra. De forma muito rápida ele soluciona isso na loja física”, contou Ferreira. “O médio e pequeno negócio, que precisa rapidamente entrar no mundo da tecnologia, prefere um único equipamento para fazer várias operações, receber resultado, confirmar que a mercadoria chegou de forma correta, conversar com a gestão de inventário e também facilitar uma venda e imprimir qualquer tipo de comprovante. Ele procura automação simples, rápida implementação e eficiência”, comentou.

Assim porquê vem ocorrendo em outros segmentos, o Varejo também vem se rendendo ao hardware porquê serviço. “O nossos coletores ou impressoras estão sendo contratados porquê um serviço. Às vezes o empresário não tem o capital para grandes investimentos de uma vez. O pagamento mensal, com valor fixo, melhora o fluxo de caixa e dá previsibilidade. Essa modalidade não era tão geral para hardware para de automação”, disse Ferreira.

Já para o Via de vendas, Ferreira disse que a principal ação desenvolvida no ano pretérito foi muito treinamento. “Fizemos mais de 15 treinamentos com nossas soluções, todos em Português, para que o estágio fosse rápido. O melhor esteio que nós fabricantes podemos dar aos nossos parceiros é levar informações. Demos também muito esteio de pré-venda, com nossa equipe de engenheiros, e expandimos em mais de 30% nossa equipe mercantil”, concluiu Ferreira.

Serviço
www.zebra.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui