10 dicas para se primar e vender mais pizzas – Pequenas Empresas Grandes Negócios

0
38
Links Patrocinados

Manter o olhar atilado a toda cárcere de produção e distribuição é fundamental (Foto: Getty Images)

A gastronomia brasileira é variada, mas tem um comida que agrada de Setentrião a Sul do país. A relevância é tão grande que esse prato é venerado com uma data privativo no calendário: 10 de julho é o Dia da Pizza. Por dia, segundo a Associação de Pizzarias Unidas de São Paulo, muro de 1 milhão de discos de pizza são vendidos por dia – 572 milénio, aproximadamente, são consumidos no estado.

Esse é um mercado subjugado pelos pequenos negócios, mas que também conta com a concorrência dos produtos industrializados. Por culpa dessa grande concorrência, o empreendedor deve manter um olhar atilado em toda a cárcere – canais de venda, consumidor, fornecedores, marketing, logística e concorrentes.

Inferior, veja porquê adequar seu negócio e melhorar a performance do negócio:

– Busque parcerias para tirar proveito das embalagens. Empresas de diferentes portes podem se interessar em anunciar seus produtos nas tampas. Essa é uma manadeira suplementar de receita e pode dar uma folga de caixa ao negócio, além de viabilizar outros investimentos;

– Também é provável investir em parcerias com fabricantes de bebidas – refrigerantes, sucos, cerveja, vinho – para gerar promoções com brindes e descontos sem precisar investir muito;

– Se a pizzaria oferecer o atendimento no salão, busque formas de se diferenciar dos concorrentes. Por exemplo, com a geração de espaços temáticos para crianças, jovens ou famílias;

– Aproveite os preços mais em conta dos ingredientes da estação para oferecer promoções para os clientes e trabalhar com sabores sazonais para incrementar o cardápio;

– O aumento do consumo de vitualhas vegetarianos, funcionais e orgânicos pode gerar uma oportunidade de chegar a um novo público. Para isso, faça uma pesquisa entre os clientes para medir o potencial de consumo de um cardápio diferenciado;

– Avalie a possibilidade de oferecer programas de pontuação que garantam brindes e descontos para os mais assíduos. Isso aumenta as chances de fidelização;

– Os aplicativos de entrega de vitualhas se tornaram um recurso muito presentes na vida do consumidor brasílio, principalmente na pandemia. Por isso, procure negociar boas condições com essas plataformas e prometer boas margens;

– Invista em softwares que possibilitem a consulta rápida ao histórico de pedidos dos clientes. Pode ser um recurso importante para o atendente estabelecer um vínculo com o consumidor no momento do contato;

– Um cadastro atualizado dos clientes ajuda a definir uma estratégia para gerar novas vendas. Abordagens pelo WhatsApp, mensagens de texto e ações nas páginas da pizzaria nas redes sociais são algumas alternativas para quem quer se fazer presente no dia a dia do consumidor;

– Tenha cautela ao definir a espaço de atuação do delivery. Para ampliar o relâmpago de entrega e chegar a mais clientes é preciso levar em consideração a qualidade do resultado. Pizza fria está longe de ser uma boa experiência para o consumidor;

– Para agilizar a entrega, uma selecção são os pagamentos à intervalo. Através do Link de Pagamento ou da Vitrine Do dedo da SafraPay o cliente realiza o pagamento de forma rápida, segura e sem transpor do lugar. Através do app SafraPay Do dedo, o empreendedor tem chegada ao relatório detalhado das vendas além de conseguir escoltar em tempo real os pagamentos que estão sendo realizados.

Apesar da presença da pizza no prato dos brasileiros, existem pontos de atenção, porquê aponta o Sebrae. Entre eles, estão as características econômicas do país, que afetam os custos (porquê o preço dolarizado da farinha de trigo) e o consumo fora de morada, as baixas barreiras de ingressão no mercado, a concorrência acirrada e agressiva e a falta de mão-de-obra capacitada.

Links Patrocinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui